Entidades bateram recordes de vendas de comidas e bebidas quentes

O evento encantou o público, que conferiu shows musicais gratuitos, apresentações itinerantes e se deliciou com bebidas e comidas quentes, comercializadas por entidades assistenciais da cidade.

As entidades assistenciais, que comandaram as barracas de comidas e bebidas quentes, bateram recorde de vendas. De acordo com o Fuss (Fundo Social de Solidariedade), foram vendidos mais de 300 litros de chocolate quente nos três dias de festa

Entidades bateram recordes de vendas de comidas e bebidas quentes
Entidades bateram recordes de vendas de comidas e bebidas quentes

Uma das atrações principais da festa, a banda IRA! fez show sábado, dia 18, e reviveu sucessos dos anos 80, fazendo o público cantar junto clássicos como Dias de Luta, Tarde Vazia e até sucessos mais recentes como Eu Quero Sempre Mais e Girassol. “Ficamos muito felizes em fazer esse show e poder voltar à Araras após tantos anos”, disse o vocalista Nasi.

A apresentação marca a volta do grupo depois de um recesso de sete anos. O guitarrista Edgard Scandurra e o vocalista Nasi retomaram os ensaios no ano passado e vêm fazendo shows pelo Brasil.

IRA! fez o público cantar junto sucessos como Dias de Luta e Eu Quero Sempre Mais
IRA! fez o público cantar junto sucessos como Dias de Luta e Eu Quero Sempre Mais

O secretário de Ação Cultural e Cidadania Marcelo Daniel (Mussa) ressaltou o fortalecimento da cultura em Araras, após a realização dos eventos organizados pela Prefeitura. “Chegamos à quinta edição do Festival mostrando que é possível oferecer cultura de qualidade à população. As pessoas gostam de lazer e a cidade vem tendo muitas opções de cultura, muito diferente do que era em anos anteriores. Temos que celebrar isso. Faço questão também de agradecer a toda a equipe envolvida para a realização desta festa e a todas as entidades assistenciais que estão conosco desde o começo e que fazem este evento acontecer”, ressaltou.

O prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores) destacou a importância de oferecer lazer gratuito à população. “Esta administração tem como propósito investir em todas as áreas, seja na educação, na segurança, na saúde e também na cultura. É nosso compromisso reunir a família na praça em um momento de confraternização, oferecendo à população a oportunidade de assistir shows gratuitos de artistas nacionalmente conhecidos”, afirmou.

 

De volta aos anos 70

Outro show que ficará marcado para história é o do Bee Gee Alive. A banda cover agitou e emocionou o público levando todos a voltar no tempo com sucessos dos anos 70. O show foi marcado por baladas clássicas como Massachusetts e How Deep is Your Love e por pops dançantes como Stayin´Alive e Night Fever.

Os músicos fizeram show impecável, marcado pela riqueza em detalhes nos arranjos e na perfeição das vozes, idênticas às do grupo original. Fizeram juz ao título de um dos melhores covers do mundo, segundo a crítica especializada e cativaram os fãs contando um pouco da história das músicas e até fazendo brincadeiras durante o show.

Luana Gonçalves de Almeida veio de Leme só para curtir o show. “Araras está de parabéns pela festa, que foi muito bem organizada. Sou muito fã dos Bee Gees e, pela primeira vez, pude assistir ao show de uma banda cover. Adorei todas as músicas”, disse ela, que trouxe toda a família junto.

 

Shows diferenciados, apresentações itinerantes e decoração típica

A festa trouxe ainda outras atrações musicais e de dança de estilos variados, como a Orquestra de Sopros de Araras Maestro Francisco Paulo Russo, apresentação de Dança Circular com o Grupo Toca, Taberna Folk e The Tambourine Men & Special Sauce.

O evento ainda trouxe novidades, como apresentações itinerantes diferenciadas. Com a proposta de transformar a Praça em um pedacinho da Europa, um tocador de gaita de fole apresentou canções típicas do instrumento, popularizado em países como a Escócia. O ararense Eduardo Cyphrak percorreu a Praça Barão com a gaita, fabricada por ele mesmo.

Outra novidade da festa foi a apresentação itinerante também de malabaristas comandados pelo professor Marco Cassiano. O professor oferece oficinas gratuitas sempre aos sábados para moradores da zona leste no CEU José Olavo Paganotti.

A decoração típica também foi um caso a parte e trouxe adereços que transformaram a Praça Barão num pedacinho da Europa medieval. O castelo de seis metros de altura, instalado onde fica a Fonte Luminosa, virou cenário para fotos do público que passava por ali. (Com informaçõ9es da Secretaria de Comunicação Social e Institucional)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*