O proprietário que não quitar o débito ou apresentar defesa no prazo terá seu nome inscrito na dívida ativa do Estado de São Paulo

Um veículo é furtado praticamente por dia em Araras. Os dados são da Secretária de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP). Em 2016, segundo o levantamento, 356 furtos de veículos foram registrados na cidade, o equivalente a uma ocorrência a cada 24 horas e 40 minutos.

Embora os dados não especifiquem quais os tipos de veículos subtraídos, a Polícia Militar de Araras aponta que em sua maioria os casos envolvem motocicletas. “Grande parte dos furtos é de motos de baixa cilindrada”, explica Hellington Ilgges da Silva, capitão da Polícia Militar em Araras.

Com praticamente média de um furto de veículo por dia, o mês que mais teve registros do crime foi dezembro, com 44 ocorrências, seguido pelos meses de maio e junho com 41 e 37 furtos, respectivamente. Já o mês com menos ocorrências deste tipo foi abril, em que apenas 20 veículos foram subtraídos.carros

No comparativo com o ano anterior, 2016 teve o aumento de apenas seis casos de registro de furtos. Em 2015, foram 250 furtos e o mês com mais reincidências neste crime foi janeiro, com 40 casos. Maio e julho foram os meses mais tranquilos com 18 furtos cada.

O capitão da Polícia comentou também que, embora o furto de motos seja a maioria dos casos, um outro modelo de veículo também está entre os mais visados para o crime. “Atualmente, o carro mais furtado em Araras é o Volkswagen Gol”, contou Ilgges. Considerado um carro popular, o Gol está entre os veículos mais vendidos no país há anos.

Fato que chama a atenção e que está ligado diretamente aos furtos de veículos envolve a localização de alguns desses automóveis. A maioria dos carros e motos, quando recuperados, está em outros municípios, em geral, vizinhos, como Rio Claro, Limeira, Leme.

Ainda de acordo com o comandante da PM, a região preferida para os furtos de veículos é a central, onde normalmente existe número elevado de carros e motocicletas estacionados. “Nesses pontos, às vezes, as próprias vítimas acabam até facilitanto o ‘serviço’ do bandido, deixando janelas abertas e até chaves no contato, como no caso das motocicletas. Isso também ocorre em bairros, principalmente em horários de almoço, quando a vítima vai para sua residência e acaba esquecendo as chaves e os veículos a mercê dos criminosos”, alerta Ilgges, que ainda orienta os proprietários dos carros a tomarem todas as precauções possíveis, como o uso de travas e alarmes.

 

Roubos de veículos

O roubo de veículos, por outro lado, teve queda acentuada no último ano. Ao todo, de acordo com a SSP, foram 39 casos registrados ao longo de 2016 – o equivalente a 3 veículos roubados por mês na cidade. Em 2015, foram 69 ocorrências registradas e média mensal de aproximadamente 6 veículos roubados em Araras.

 

Estatísticas 2017

Os números deste ano ainda não foram revelados pela SSP, mas a PM de Araras divulgou um levantamento parcial sobre o furto de veículos até a última sexta-feira (27), na cidade. Até então, haviam sido registrados 29 furtos.

 

Diferença entre furto e roubo

 

Se um ladrão toma algo que pertence a outra pessoa sem estabelecer contato com ela, comete furto. Se houver contato com a vítima, violência ou ameaça, é roubo – assalto é um termo que não existe no direito, mas equivale ao roubo. Quando alguém entra em uma casa vazia sem que os donos estejam lá dentro e leva bens de valor, configura-se um furto. O roubo, por sua vez, aconteceria se o ladrão invadisse a casa, encontrasse os moradores e os ameaçasse para levar seus bens. Para a Justiça, já que envolve violência contra alguém, o roubo, descrito no artigo 157 do Código Penal, é um crime bem mais grave do que o furto. Por isso, quem for apanhado roubando pode pegar de quatro a dez anos de prisão. De acordo com o artigo 155 do mesmo Código, a pena para quem furta é de um a quatro anos de cadeia. Em tempo: além do furto e do roubo, existe, na legislação penal, uma terceira forma ilegal de se apossar de algo que não lhe pertence. É a chamada apropriação indébita, que acontece quando se empresta algo a alguém que se nega a devolver.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*