A celebração do Ano Jubilar da Misericórdia, com o rito da Abertura da Porta Santa da Basílica Menor Nossa Senhora do Patrocínio, acontece neste domingo, dia 13, às 10 horas. É a primeira vez que a solenidade acontece na cidade.

O Jubileu começou nesta terça-feira, dia 8, com a abertura da primeira Porta Santa na Basílica de São Pedro. Esse dia “coincide com os 50 anos de conclusão do Concílio Vaticano II, que indicou a necessidade da Igreja buscar novas formas para ser presença eficaz no mundo” (MV). O encerramento será no dia 20 de novembro de 2016, Solenidade Litúrgica de Jesus Cristo Rei do Universo.

Basilica
Esta é a primeira vez que a solenidade acontece em Araras

O Santo Padre Francisco, por meio da Bula “Misericordiae Vultus” – com a qual convocou o Jubileu Extraordinário da Misericórdia -, estabeleceu que o Ano Santo foi inaugurado na terça-feira a solenidade da Imaculada Conceição. Como sinal deste acontecimento o Papa abriu a Porta Santa na Basílica de São Pedro no Vaticano, onde qualquer um que ingresse “poderá experimentar o amor de Deus que consola, perdoa e oferece esperança”.

Para esta mesma data o Papa estabeleceu que em cada Igreja particular, seja na Catedral ou na co-Catedral, inclusive em uma igreja de especial significado e nos Santuários, se abra para todo o Ano Santo uma ‘Porta da Misericórdia’, lugares que serão determinados pelo Bispo diocesano.

“Cada Igreja particular, então, estará diretamente comprometida a viver este Ano Santo como um momento extraordinário de graça e de renovação espiritual. O Jubileu, portanto, será celebrado em Roma assim como nas Igrejas particulares como sinal visível da comunhão de toda a Igreja”, disse o Papa na Bula do Jubileu.

Com o objetivo de animar a vivência da abertura deste tempo de graça, o Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização –  dicastério vaticano encarregado da promoção das atividades do Ano Santo – elaborou o subsidio pastoral “Celebrar a Misericórdia” (parte de uma coleção de cinco subsídios para o Ano Santo, editados e traduzidos pela Paulus), em que apresenta o Ritual de abertura da ‘Porta da Misericórdia’ das Catedrais, templos ou santuários jubilares.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*