Vítima foi abordada por dois indivíduos, sendo um deles armado com revólver, ao sair de um restaurante

Um advogado de 22 anos teve o seu veículo roubado e permaneceu em poder dos assaltantes em um canavial nas proximidades da Usina São João. Até o momento ninguém foi preso.

Segundo informações do Boletim de Ocorrências, a Polícia Militar foi acionada por um escritório de advocacia, onde foi informada que a vítima estava demorando a retornar do almoço e que poderia estar desaparecida, pois, segundo quem acionou a PM, não era comum o rapaz demorar para voltar. No momento em que os policiais coletavam as informações para iniciar as buscas, o jovem ligou para o escritório e disse que havia sido assaltado e em seguida abandonado nas proximidades da Usina São João.

A vítima relatou aos policiais que ao sair de um restaurante e embarcar eu seu veículo, uma Volkswagen Amarok de cor branca, foi abordada por dois indivíduos, sendo um deles armado com um revólver. Na ação, os assaltantes obrigaram o rapaz a ir para o banco traseiro e seguiram com o automóvel pela Rodovia Anhanguera até entrarem em um canavial. Lá o advogado e um dos criminosos caminharam canavial adentro, enquanto o outro fugiu com o automóvel.

O rapaz contou aos PMs que ficou em poder do assaltante por cerca de uma hora e meia e em seguida foi liberado. Questionado sobre as características dos criminosos, o jovem não soube descreve-las devido ao trauma da ação e que o tempo todo foi obrigado a permanecer com a cabeça abaixada. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras, mas até o momento ninguém foi preso e o veículo também não foi localizado.

Outras notícias

COMPARTILHAR