Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

Além das dificuldades inerentes ao trabalho de campo realizado por agentes de saúde que combatem a dengue, um desses servidores foi vítima de agressão por parte de um morador, quando fazia a vistoria em uma residência do bairro Narciso Gomes, na tarde de ontem, dia 17.

O agente agredido passou por exame de corpo de delito e seguiu para a Delegacia para prestar esclarecimentos.

Segundo as informações apuradas junto à Secretaria Municipal de Saúde, o agente teria sido autorizado a entrar em uma casa para verificar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, quando um cão da raça pitbull, de propriedade do dono da residência, escapou e foi na direção do servidor.

Para se defender, instintivamente, o agente encolheu uma das pernas levantando um dos pés, mas sem agredir o animal. No entanto, o dono do cão interpretou que o ele teria tentado agredir seu cão e agrediu o servidor, quando este já entrava em outra residência. O agente levou um soco, ficou ferido e teve os óculos danificados.

O caso foi lamentado pela secretária de saúde Vandersi Pavan Bressan (Vanda). “É triste que ocorram estes mal-entendidos, pois os agentes estão ali para fazer o seu trabalho, para ajudar. E têm que se deparar, algumas vezes, com situações constrangedoras como esta. Lembrando que os agentes acabam tendo que fazer esse trabalho dentro de residências porque muitos cidadãos resistem às orientações que nós passamos continuamente, para que cada um limpe seu próprio quintal”, disse ela.

Para a coordenadora do setor de controle de endemias, Luciana Cristina Bianco, é preciso que as pessoas facilitem o trabalho dos agentes de combate à dengue. “Prender animais agressivos adequadamente é um dos procedimentos que ajudam o servidor a fazer bem o seu trabalho, que é em benefício da população”, diz ela.

A Guarda Municipal de Araras atendeu a ocorrência e apresentou na Delegacia do Município o morador que se exaltou contra o agente de saúde. Até o final da tarde de ontem, dia 17, estava sendo elaborado o boletim de ocorrência. O agente agredido passou por exame de corpo de delito e seguiria para a Delegacia para prestar esclarecimentos.


 

Servidor Público agride idoso durante discussão

Um servidor público de 53 anos de idade agrediu um idoso de 74 anos após uma discussão na rua Presidente Vargas,  no Jardim José Ometto. O motivo da briga teria sido o questionamento do idoso sobre manchas pretas que apareceram em seu veículo estacionado próximo ao local onde acontecia uma obra de recapeamento.  Segundo testemunhas, o idoso agredido com socos teria inclusive apagado por conta da força dos golpes. A vítima foi levada para o Hospital São Luiz.

O funcionário da Prefeitura atua no setor de recapeamento, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, que inclusive preferiu não falar sobre o caso até a apuração mais aprofundada do fato.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*