31ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal aconteceu na última segunda-feira, dia 29. Crédito: CMA
31ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal aconteceu na última segunda-feira, dia 29.
Crédito: CMA

A advogada Raquel de Souza Lima Sarmento ocupou a Tribuna Livre na última segunda-feira, dia 29, durante a 31ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal. Ela falou sobre a relação do consumo de álcool com a violência doméstica.

Raquel participa do movimento denominado “Quebrando o silêncio”, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que busca combater a violência doméstica. “Nós estamos lutando contra a droga lícita, que é o álcool. Não há como nós minorarmos a violência doméstica se não formos diretamente na base que dá sustentação a esse tipo de prática”, disse.

A oradora apresentou dados estatísticos que relacionam os dois temas. “Na violência doméstica, conforme relatos do Departamento de Psiquiatria da Universidade de São Paulo – USP, 50 por cento dos casos são ocasionados por agressores embriagados.”

Durante seu pronunciamento, Raquel pediu ações da Prefeitura e da Câmara Municipal no combate aos problemas em Araras.

 

Câmara aprova projetos sobre denominações de ruas

A Câmara Municipal aprovou dois projetos de leis de autoria do próprio Poder Legislativo que nomeiam ruas da cidade, durante sua 31ª Sessão Ordinária. Ambas as ruas estão localizadas no loteamento residencial Jardim Myriam.

O primeiro projeto denomina de Donizetti Aparecido Anselmo a atual rua 7 do loteamento. Donizetti foi funcionário das usinas São João e Santa Lucia e também trabalhou com vidraceiro em Araras.

A segunda propositura dá à rua 13 do mesmo loteamento o nome de Robson Raí Soares. O homenageado atuou com destaque no futebol amador da cidade como goleiro, tendo falecido prematuramente.

Os projetos aprovados serão encaminhados na forma de autógrafo para eventual sanção e promulgação do prefeito municipal. (Com informações da CMA)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*