O empresário era conhecido por ser um dos mais bem sucedidos empreendedores, inclusive com investimentos em Araras.

O empresário Lair Antônio de Souza morreu no último sábado, dia 7, no Hospital Sírio Libanês em São Paulo, aos 85 anos de idade, de causas naturais, segundo a família. O empresário era conhecido por ser um dos mais bem sucedidos empreendedores, inclusive com investimentos em Araras. Souza era casado com Maria Pasetti de Souza, com quem teve quatro filhos. Foi proprietário da empresa Sucorrico, que inclusive fundou novamente em moderna versão nas antigas instalações na via Anhanguera, na Fazenda Colorado.

A Prefeitura de Araras divulgou uma nota lamentando a morte do empresário. “Lair foi um empreendedor nato, arrojado, inovador e vanguardista, até os anos finais de vida buscou gerar riquezas, empregos e prosperidade em diversos locais do Brasil onde investiu, incluindo Araras”, diz nota.

Também conhecido como um dos maiores produtores de leite do Brasil, Souza ingressou no ramo empresarial na agropecuária no ramo de fertilizantes. Fundou a Solorrico, que mais tarde foi vendida para a Fosfertil. Na pecuária leiteira ganhou notoriedade, comandando os Laticínios Xandô e as Fazendas Colorado. A Grupasso, a qual presidia, ainda controla empresas Plastirrico e Sucorrico.

Natural de Descalvado/SP, Lair foi um dos primeiros pecuaristas a inovar a ordenha de leite no país, importando as primeiras ordenhadeirasCarrosel dos Estados Unidos, que permite a captação do alimento de mais de 60 animais ao mesmo tempo. Com esse sistema, o volume produzido chega a 70 mil litros ao dia. A tecnologia foi destaque no programa Globo Rural, da TV Globo em dezembro passado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*