Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego mostram que o município contabilizou 823 novas vagas

Para o prefeito Pedrinho Eliseu (PSDB), “números representam um trabalho de bastidores, um trabalho da administração pública, do empresário que acreditou na cidade de Araras e está contratando, investindo e colaborando para o sucesso da nossa cidade”
Para o prefeito Pedrinho Eliseu (PSDB), “números representam um trabalho de bastidores, um trabalho da administração pública, do empresário que acreditou na cidade de Araras e está contratando, investindo e colaborando para o sucesso da nossa cidade”

O número de vagas com carteira assinada cresceu nas cinco maiores cidades da região neste ano. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego mostram que, de janeiro a agosto, Araras contabilizou 823 novas vagas, superando Rio Claro com 620 postos, Leme com saldo de 537, Araraquara com 306 e São Carlos que criou 190.

No ano passado, neste mesmo período, São Carlos teve 673 postos fechados; em Araraquara 540 empregos deixaram de existir; em Leme, 357 vagas foram encerradas e, em Araras, houve déficit de 94 postos.

Em Araras a Secretaria Municipal de Comunicação Social e Institucional informa que “nesses números do Caged ainda não estão contabilizados os empregos que serão gerados pelos novos empreendimentos que já foram anunciados, como Supermercado e Centro de Distribuição do Grupo Savegnago, Burger King e Loja Kacyumara”.

Por sua vez, o prefeito Pedro Eliseu Filho (PSDB) comenta o resultado: “Estou muito feliz com o Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados, que é um órgão do governo federal, apontando que a cidade de Araras foi, entre as cidades da região, a que mais gerou empregos de janeiro a agosto”.

O chefe do Executivo explica os números. “Para que se tenha uma ideia entre os que foram demitidos e os que foram contratados, Araras tem um saldo positivo de geração de 823 novos empregos. São números recentes. Nós ainda estamos nos debruçando sobre eles, mas com certeza evidenciam não só a retomada do crescimento por parte do nosso País, mas também um trabalho de bastidores, um trabalho da administração pública, do empresário que acreditou na cidade de Araras que está contratando, investindo e colaborando para o sucesso da nossa cidade”.

Eliseu Filho ainda ressaltou: “Essa é a nossa obrigação: trabalhar pela geração de empregos. Por isso, fora esses 823, ainda temos praticamente mais de 600 empregos entre Savegnago Supermercado e Savegnago Centro de Distribuição e para o ano que vem quatro empresas que já trouxemos para cá: a expansão da Alumínio São Jorge, a WCA, CWA e Baquelite, que vão nos garantir novas gerações de postos de trabalho nesta que é nossa atribuição e que nós vamos continuar desenvolvendo com muita acuidade para que num futuro muito próximo outras empresas mais venham para a nossa cidade”.

O momento ainda é de prudência, mas os economistas acreditam numa recuperação mais firme para 2018, além de terem expectativas bastante positivas para as contratações temporárias, que devem ser melhores que no ano passado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*