Caged
Durante o ano Foram feitas 11.292 contratações contra 10.335 demissões.

Em 2016 o município fechou com saldo negativo de 1.233 postos de trabalho

A cidade de Araras encerrou o período de janeiro a novembro de 2017 com saldo positivo na geração de empregos formais com carteira assinada. Levantamento feito pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), instituído pela Lei nº 4.923/65, aponta que o município criou 957 vagas no mercado de trabalho de janeiro a novembro. Foram feitas 11.292 contratações contra 10.335 demissões.

Nesses dados faltam contabilizar os números de dezembro e, portanto, os empregos gerados pelos novos empreendimentos consolidados no final do ano, como Supermercado e Centro de Distribuição do Grupo Savegnago e Burger King. Ressalta-se, ainda, que mais de 25 empresas assinaram termo de compromisso com o município em dezembro para aqui instalarem suas unidades.

Em 2016 o município fechou com saldo negativo de 1.233 postos de trabalho. Em 2015, considerando a Série Ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo e que compreenderam o período de 2003 a 2015, Araras ocupou a 339ª posição no estado de São Paulo, tendo admitido 700 pessoas, demitido 1.917, portanto, registrando um saldo negativo de 1.217 vagas de trabalho com uma variação de -3, 41%.

“Entre as maiores reivindicações das pessoas está a do emprego”, cita o prefeito Pedro Eliseu Filho (PSDB) em entrevista ao Opinião, destacando, ainda, que “a capacidade de investimento da Prefeitura precisa ser melhorada, junto com a organização administrativa e o padrão de atendimento”. Para o gestor é bastante louvável o empenho conjunto, onde consolidam-se“o trabalho de bastidores, um trabalho da administração pública, do empresário que acreditou na cidade de Araras que está contratando, investindo e colaborando para o sucesso da nossa cidade”.

Mais notícias

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*