Palestra no auditório da Secretaria de Saúde teve como tema “Sífilis na Gestante e Congênita”  Créditos: Sérgio Calori - Secom/PMA
Palestra no auditório da Secretaria de Saúde teve como tema “Sífilis na Gestante e Congênita”
Créditos: Sérgio Calori – Secom/PMA

A Comissão Intergestora Bipartite da Secretaria de Estado da Saúde instituiu a “Semana Paulista de Mobilização contra a Sífilis” e a Prefeitura de Araras por meio da Secretaria Municipal de Saúde realizou na última sexta-feira, dia 6, uma palestra relacionada a Sífilis na Gestante e Congênita.

A palestra, realizada no auditório da Secretaria de Saúde, foi ministrada por autoridades do Grupo de Vigilância Epidemiológica de Piracicaba e contou com a participação de enfermeiros do hospital São Luiz, médicos, dentistas e enfermeiros da atenção básica de saúde.

O objetivo da Semana Paulista de Mobilização contra a Sífilis é dar maior visibilidade a doença e, em especial, somar esforços de gestores e trabalhadores do SUS-SP para a eliminação da sífilis congênita e o no controle da sífilis adquirida.

 

Atividades

A programação continua nos dias 16 e 18 de maio. Na segunda-feira, dia 16, o enfermeiro Edson Roberto Muniz, do Naes (Núcleo de Educação Permanente da Secretaria de Saúde) fará uma apresentação sobre o tema na tribuna livre da Câmara Municipal e na quarta-feira, dia 18, a enfermeira Rosemeire Perinotti em parceria com a Escola Legislativa falará sobre Sífilis em Gestantes e Congênitas.

As estatísticas apontam para um aumento importante da Sífilis Adquirida em todo o estado de São Paulo, e consequentemente o aumento da Sífilis na Gestante e como resultado final a Sífilis Congênita. Os dados mostram que nas gestantes entre 10 e 19 anos ocorrem um aumento significativo dos casos saindo de 164 casos em 2007 para 1459 em 2014, um aumento de 8,9 vezes.

A Sífilis Congênita nesta mesma faixa também apresentou aumento significativo passando de 86 nascidos em 2007 para 610 em 2014, o que gerou aumento de 7,1 vezes. No Estado de São Paulo apenas 75,1% das gestantes realizam o pré-natal, quanto ao diagnóstico de Sífilis na mãe 53,4% são feitos no pré-natal e 36,8% no parto. Em Araras, a Rede de Atenção Básica oferece o diagnóstico, acompanhamento e tratamento gratuitamente a população.

 

Casos em Araras

Este ano em Araras, a Secretaria Municipal de Saúde contabiliza até agora 17 novos casos de Sífilis entre homens e mulheres. No ano passado foram registrados 55, já em 2014 foram confirmados 61 casos da doença. Os números apontam para uma “estabilidade” ou ligeira redução das estatísticas de 2015 em relação a 2014. Nos casos de Sífilis Congênita, 2014 apresentou um caso da doença, 2015 dois e até agora em 2016 também dois casos foram confirmados, já nos casos de Sífilis em Gestantes foram registrados dezesseis em 2014, quatorze em 2015 e quatro durante este ano.

 

O que é a Sífilis?

A Sífilis é doença bacteriana que normalmente é transmitida por contato sexual, e começa com uma lesão indolor que faz o paciente não buscar o atendimento de saúde. Os sinais e sintomas se manifestam entre 3 e 12 semanas após a infecção, começando com uma ferida na região genital que não sangra e não dói. É importante entender que a Sífilis apresenta sintomas diferentes de acordo com o estágio da infecção: Primário, Secundário ou Terciário. Quando a infecção ocorre durante o período de gestação a doença é transmitida para o feto, e a criança já nasce contaminada “Sífilis Congênita”.

(Com informações da Secretaria de Comunicação Social e Institucional)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*