Áreas carentes de arborização no Parque Ecológico e Cultural Gilberto Rüegger Ometto recebem o plantio de 60 novas mudas de espécies nativas. Árvores como quaresmeira, sibipiruna, pau-formiga, guapuruvu, entre outras, estão sendo plantadas no local.pq.ecológico

A iniciativa é uma extensão do projeto Araras Mais Verde, realizado pelo DMA (Departamento de Meio Ambiente), órgão vinculado ao Saema, em parceria com a comunidade.

De acordo com Daniel Kobori, analista ambiental do DMA, as mudas já são adultas, o que vai acelerar o processo de arborização. “Por serem mudas grandes e adultas, a tendência é que em pouco tempo já possam formar sombra e atrair pássaros. Além disso, elas correm menos risco de morte por já estarem desenvolvidas”, explicou.

Em setembro, o departamento realizou plantio de mudas no Parque Ecológico, em área próxima onde é instalada o estacionamento oficial de eventos.

Em 2015, foram realizadas duas edições do projeto Araras Mais Verde. Em parceria com a comunidade, foram plantadas 80 mudas em dois locais: Bosque 500 Anos, localizado no Parque Santa Cândida, entre as ruas Júlio Ulson e Nicolau Canônico, e em área próxima ao Clube dos Bancários.

O projeto Araras Mais Verde tem como objetivos principais realizar plantios em áreas onde há carência de árvores no município; sensibilizar, conscientizar e incentivar a participação popular, gerando multiplicadores nas ações de arborização urbana e questões ambientais; e gerar um programa de educação ambiental quanto ao tema arborização urbana que tenha caráter contínuo.

O projeto inclui ainda, em sua primeira fase, o plantio em mais duas áreas prioritárias: Praça Mário Vieira (Jardim Pedras Preciosas) e Praça Jorge Assumpção (José Ometto 1).

 

Canteiros das avenidas mais arborizados

Em dezembro de 2015, os canteiros centrais das avenidas de Araras ganharam novas mudas de árvores. O trabalho é realizado pelo DMA e faz parte do projeto de arborização urbana.

A avenida Ignácio Zurita Neto recebeu em seus canteiros o plantio de 20 árvores de espécies nativas, conhecidas popularmente por pau-ferro e sibipiruna. O plantio vem complementar o paisagismo já existente na via, composto por ipês-roxos.

De acordo com o Departamento de Meio Ambiente, as mudas plantadas já estão com cinco metros de altura e logo servirão de moradia para as aves da cidade.

Outra avenida que recebeu complementação do paisagismo foi a Maximiliano Baruto. Foram plantadas oito árvores da espécie nativa conhecida popularmente como quaresmeira. As árvores possuem quatro metros de altura e se alternam entre as palmeiras já existentes no local. O DMA também tem identificado com bandeirinhas as mudas plantadas em espaços públicos.
(Com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*