Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

A Polícia Civil de Araras está perto de descobrir quem foi o motorista de caminhão autor do crime que matou uma criança de apenas quatro anos de idade na última semana em Araras. Segundo informações divulgadas, o caminhoneiro não é do Estado de São Paulo, muito menos da cidade de Porto Ferreira/SP, como já havia sido levantada a hipótese por depoimentos de testemunhas. A localização da origem do caminhão não foi divulgada à imprensa.

Ainda segundo a Polícia, que teve acesso aos vídeos do acidente, nas imagens é possível identificar que o caminhão não é da empresa que a princípio era suspeita. Nas imagens também é possível ver que a culpa pela colisão é inteiramente do caminhoneiro, que além de não parar o veículo e prestar socorro, ainda fugiu do local do acidente.

O acidente

A garota de apenas quatro anos de idade morreu após acidente na noite da última quarta-feira, 29 de julho, no km 173 da rodovia Anhangüera (SP-330) em Araras. O carro em que a menina, seus pais e avós maternos estavam capotou após se chocar com um caminhão. O motorista fugiu sem prestar socorro.

A menina foi atendida pela ambulância da Intervias e levada até o Hospital São Luiz, mas não resistiu e morreu. Já seus familiares apenas sofreram ferimentos leves e foram liberados horas depois do capotamento.

Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras
Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

O acidente aconteceu por volta das 20 horas, quando o veículo da família, um Corsa/GM, seguia pela rodovia, sentido Leme, até ser fechado por um caminhão que colidiu lateralmente fazendo com que o motorista, pai da vítima, perdesse o controle, rodasse na pista e capotasse.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*