Federação Brasileira de Bancos estuda formas de reduzir os juros do cheque especial

A informação foi divulgada pela própria Febraban, que por outro lado não entrou em detalhes sobre as medidas em discussão.

A redução das taxas têm sido defendida pelo Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que avalia os juros como muito elevados.

Os dados mais recentes da associação dos executivos de finanças, a Anefac, indicam que os juros do cheque especial estão em quase 300 por cento ao ano.

E é a segunda modalidade de empréstimo mais cara do País, atrás apenas do cartão de crédito.

Hoje, se o cidadão sacar mil reais do cheque especial e demorar um ano para cobrir a conta, o valor da dívida chegará a quase três mil e 300.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*