O prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores) está enviando para o Legislativo um projeto de lei para autorizar a abertura de uma rua no Estádio Municipal Joel Fachini que ligará a Avenida Washington Luiz a Fábio da Silva Prado.

De acordo com o chefe do Executivo, ele dará uma área, além das instalações, em troca do local próximo a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). “Eles desenvolverão um projeto esportivo de lazer para cerca de 400 crianças e interagir com crianças da escola Centro Atendimento Educacional Especializado Ettore Zuntini”, explicou.

Quanto ao espaço que sobrará do atual do Estádio Municipal Joel Fachini ainda não há destinação. “Faremos audiências públicas para descobrir o que a população acredita achar ser o melhor”, afirmou o prefeito.

Para Brambilla, essa obra é importante por destravar o trânsito e ligar a região Sudeste as demais da cidade. “Essa via está obstruída e esse projeto visa desobstruir a região. Essa obra vem sendo adiada há cerca de 30 anos”, completou.

Segundo o site jogos perdidos, o estádio foi fundado em 26 de agosto de 1929, e participou do campeonato paulista profissional da segunda divisão em duas oportunidades, 1950 e 1951. Na época, a cidade vivia uma grande rivalidade entre (Associação Atlética) Ararense e Comercial.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O senhor Brambila está de brincadeira com a população!

    Como ele vai doar estrutura e construir sendo que seu mandato tem mais um ano!?
    Seria plano para se reeleger!? Vai destruir um pouco da história de Araras!

    Mais lombadas, mais rotatórias, mais ruas, esse casa só fez isso em 4 anos de legislativo!

  2. VEM AÍ O GOLPE DE MISERICÓRDIA NUMA DAS SETE MARAVILHAS DA CIDADE DE ARARAS!

    ABAIXO, UM DOS ITENS QUE JÁ DESAPARECERAM, E A AGREMIAÇÃO À QUE ELE PERTENCIA, QUE AGORA TAMBÉM CORRE O RISCO DE DESAPARECER:

    7- ARQUIBANCADA DO “COMERCIAL FUTEBOL CLUBE

    Um monumento vivo da época de ouro do futebol local, erigida no campo da famosa agremiação surgida em 1929. Em 1988 o estádio receberia nova iluminação, mas anos depois, a arquibancada foi posta abaixo, dizem que para se lotear o estádio…

    Se o verdadeiro problema fosse avarias em sua estrutura, é óbvio que ela poderia ser restaurada sem problemas, mas…

    Dizem também que sua demolição foi o primeiro passo dado por aqueles que tinham a intenção de abrir uma rua ali e desafogar o trânsito, priorizando-se assim o maior sonho de consumo do ararense, digo, o automóvel, em detrimento do elemento humanoe da natureza, ou seja, o torcedor, o jogador e a área verde. Impressionante que querem fazer o trânsito fluir num lugar onde deve imperar a paz e reinar um ar saudável: me refiro ao Hospital São Luiz e à Maternidade logo ao lado. Em vez de isolrem os entornos do hospitalo de modo a torná-lo uma lugar aprazível, querem acabar com o pouco sossego que tem!

    Lembrando-se de como as coisas velhas e históricas são desprezadas e vivem em constante situação periclitante na cidade, passo aqui a palavra ao velho e sábio São Lucas que, parecendo se referir à Araras, escreveu em seu evangelho: “Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído”…

    Na foto, a arquibancada em 1948, década em que foi construída.

    http://apologo11.blogspot.com/2008/12/as-sete-maravilhas-desaparecidas-da.html

Deixe uma resposta para Wenilton Luís Daltro Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*