América Latina e Caribe têm índices muito altos de gravidez na adolescência

Um relatório conjunto de organizações mundiais, analisado entre 2010 e 2015, revelou que, no Brasil, o número é bem expressivo: 68,4 nascimentos a cada mil meninas.

Esta média só é superada pela África Subsaariana. Para ter uma ideia, a taxa mundial de gravidez de meninas de 15 a 19 anos é estimada em 46 nascimentos para cada mil.

Estados Unidos e no Canadá, por exemplo, estão abaixo da média e os números caíram durante a última década.

Em países de baixa e média renda, mortes que ocorrem no momento anterior e posterior do nascimento do bebê, são 50% mais altas em mães com menos de 20 anos.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*