Os canudos de plásticos estão com os dias contados em Araras. O projeto de lei de autoria do vereador Rodrigo Soares (PHS), que proíbe o fornecimento de canudos de material plástico aos clientes de hotéis, restaurantes, bares, padarias, clubes noturnos, salões de dança e eventos musicais, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores na última segunda-feira (26), durante a 43ª sessão ordinária.

O texto do projeto aprovado sugere que os estabelecimentos forneçam canudos individuais de papel biodegradável, reciclável ou comestível. A lei não se aplica aos produtos que já venham de fábrica com os canudos fixados em sua embalagem, como achocolatado, por exemplo.

Em caso de descumprimento da lei, o estabelecimento estará sujeito a autuação, advertência, multa que varia de 500 a 4 mil reais e até o fechamento do comércio. A lei entra em vigor 180 dias após a publicação no Diário Oficial Eletrônico do município.

O proponente do projeto, o vereador Rodrigo Sores explica a importância da proibição do canudo plástico nos estabelecimentos da cidade. “O objetivo é combater o descarte de materiais plásticos, cujo impacto ambiental é enorme, além de estarmos alinhados com cidades mais desenvolvidas do mundo no combate à poluição do meio ambiente. A composição do canudo plástico pode levar até mil anos para se decompor”, justifica.

COMPARTILHAR