A 21° Sessão Ordinária da Câmara Municipal aconteceu na ultima segunda-feira, dia 20. Crédito: Câmara
A 21° Sessão Ordinária da Câmara Municipal aconteceu na ultima segunda-feira, dia 20.
Crédito: Câmara

O projeto de Lei do Poder Executivo Municipal que autoriza a implantação do serviço público de arvorismo e tirolesa no Parque Ecológico e Cultural “Gilberto Ruegger Ometto”, e que outorga, mediante concessão de direito real de uso, os serviços, a administração e sua exploração, foi aprovado pela Câmara Municipal, isso depois das obras estarem praticamente em processo de finalização. A votação aconteceu durante a 21ª Sessão Ordinária, ocorrida na segunda-feira, dia 20.

Na justificativa do projeto apresentada à Câmara, o Executivo afirma que a sua finalidade é o fomento ao turismo no município de Araras. A concessão do direito real de uso dos serviços públicos pelo prazo de 20 anos visa atrair interessados, sagrando-se vencedor o que apresentar o menor preço, sem qualquer custo ao município.

O texto prevê que toda a manutenção dos serviços públicos será da concessionária vencedora da licitação na modalidade concorrência. O regulamento para utilização do espaço público será determinado por meio de Decreto e do contrato a ser celebrado entre as partes.

Os vereadores aprovaram também mensagem modificativa ao artigo 1º do projeto, através da qual foram inseridos no mesmo as práticas de pedalinho e escalada em parede artificial no Parque Ecológico, juntamente às de arvorismo e tirolesa. O projeto aprovado será encaminhado na forma de autógrafo para eventual sanção e promulgação do prefeito municipal.

 

Projeto de Lei aprovado pela Câmara altera formação do Comtur

 

A Câmara Municipal também aprovou durante sua 21ª Sessão Ordinária, o projeto alterando a Lei Municipal nº 3.522, de 5 de março de 2003, que dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Turismo – Comtur. O projeto de lei foi apresentado pelo Poder Executivo.

Conforme a justificativa encaminhada pelo proponente ao Legislativo, a alteração visa atualizar a referida lei, conforme solicitação da Secretaria de Estado de Turismo de São Paulo. Assim, o município de Araras se adequa às exigências para pleitear o título de Município de Interesse Turístico.

A principal mudança constante do artigo 3º da lei original refere-se ao aumento do número de integrantes do Conselho, de 21 para 23 membros.

O projeto aprovado será encaminhado na forma de autógrafo para eventual sanção e promulgação do prefeito municipal.

 

Denominações de escolas municipais são aprovadas pela Câmara

 

Três projetos de leis que denominam escolas municipais em Araras foram aprovados pelos vereadores durante a 21ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, realizada na última segunda-feira, dia 20. Todos os proposições são de autoria do Poder Executivo.

O primeiro deles dá o nome de “Israel Steveson Fedatto” à Escola Municipal de Educação  Infantil – Emei, localizada no bairro Jardim das Nações II. Israel era natural de Araras. Foi um aluno destacado na cidade, e mesmo gravemente doente, formou-se no curso de História.

O segundo projeto denomina a Escola Municipal de Educação Infantil – Emei, do bairro Jardim Dalla Costa como “Professora Francisca Maria Mendes Marques”. A homenageada nasceu em Itapira/SP. Radicada em Araras, foi professora universitária e diretora escolar, com inúmeros trabalhos publicados. Faleceu quando cursava Direito, sendo considerada na época a aluna mais idosa do Brasil.

Já o terceiro projeto aprovado denomina “Professor Angelo Caminatti Sobrinho” a Escola Municipal de Educação Infantil – Emei, situada no bairro Jardim São Luiz. Angelo era filho de imigrantes italianos e nasceu em Araras, onde sempre viveu. Foi contador, comerciante e professor da E. E. “Dr. Cesário Coimbra”.

Os projetos aprovados serão encaminhados na forma de autógrafo para eventual sanção e promulgação do prefeito municipal.

 

Legislativo aprova nomes de praças e ruas da cidade

 

A Câmara Municipal votou e aprovou quatro projetos de leis que dão denominações a praças e ruas de Araras. As votações aconteceram durante a 21ª Sessão Ordinária do Poder Legislativo.

De proposição do Executivo Municipal, o primeiro projeto de Lei aprovado dá o nome de “Praça Mario Luiz Buchini Bedo” à área caracterizada pelo lote 11, da quadra 8, do conjunto habitacional Heitor Villa Lobos. Mário nasceu em Araras. Trabalhou em empresas locais e na Escola de Comércio de Araras, além de dedicar sua vida a atividades religiosas e sociais na cidade.

O segundo projeto votado é de autoria do vereador Marcelo de Oliveira (PRB- Partido Republicano Brasileiro). Denomina o sistema de lazer 1 do bairro Jardim Portal do Sol como “Praça Benedito Carlos Rissato”. Nascido em Leme/SP, o homenageado passou a residir em Araras na infância. Foi corretor de imóveis bastante conhecido no município.

Também proposto pelo vereador Marcelo de Oliveira (PRB), o terceiro projeto votado dá a denominação de “Pedro Kauffmann” à atual rua 19, do mesmo bairro Jardim Portal do Sol. Pedro nasceu em Araras, onde sempre viveu. Atuou durante 36 anos na empresa Nestlé, sendo um funcionário de destaque na mesma.

E o projeto de Lei apresentado pela presidente da Câmara, vereadora Magda Carbonero Celidorio (Rede), denomina “Elza Pianca Della Costa” a rua 6 do bairro Jardim Planalto. A homenageada era natural de Leme/SP. Vindo residir em Araras, aqui casou-se com João Dalla Costa, de tradicional família ararense, constituindo família. Foi uma cidadã exemplar, excelente esposa, mãe e avó.

Os projetos aprovados serão encaminhados na forma de autógrafo para eventual sanção e promulgação do prefeito municipal.

(Gabriela Grigoletto com informações da Câmara)

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*