brambilla
O prefeito Brambilla vestiu a camisa da campanha.

A campanha “Use Não Abuse. Água – Nosso Grande Desafio”, lançada ontem, dia 11, em Araras peloSaema(Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente), tem como objetivo “mudar hábitos de abundância no consumo de água pela população”, como disse Denner Djalter Ramos um dos idealizadores do ato.Com a inciativa da campanha, o autarquia visa diminuir o consumo de água em Araras.

De acordo com a autarquia, atualmente o consumo dos recursos hídricos no município giram em torno de 32 milhões de litros por dia, entretanto para o Saema o ideal é de que seja apenas 25 milhões. O desafio é diminuir 7 milhões de litros diário.

O lançamento da campanha aconteceu em um evento realizado no Polo UAB (Universidade Aberta do Brasil) e durante seu discurso o prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores) falou sobre a situação atual do munícipio e comentou que a conscientização deve começar ainda na infância. “Deve começar na escola, continuaremos investindo na educação das nossas crianças”, disse o prefeito.

Cálculos do Saema apontam que, se cada ararense economizar mais 50 litros diários, a meta será alcançada. E, ainda assim, o consumo per capita será de quase 200 litros diários, acima do que estipula a Organização Mundial da Saúde como disponibilidade mínima diária por habitante.

Se a meta for batida, conforme reiterou no evento o presidente do Saema, Felipe Beloto, a cidade deixará de usar água das represas Hermínio Ometto e Tambory/Santa Lúcia, que precisam recuperar ao máximo seus volumes para ajudar o município a enfrentar o período tradicional de estiagem, previsto para começar em abril e ir até setembro, outubro, ou mesmo novembro, segundo previsões climáticas mais pessimistas.

“Está chovendo, é verdade. As chuvas têm sido muito bem vindas para nos ajudar a melhorar nossas represas e o próprio rio Mogi Guaçu. Mas, vem aí um período muito difícil de estiagem e só a redução do consumo, aliada às medidas que nós estamos tomando no Saema, é que nos ajudará de fato a ter segurança hídrica durante a estiagem”, disse Beloto no evento.

“Economizômetro”

Nos moldes do popular “Impostômetro”, placar digital com informações atualizadas em tempo real, um “Economizômetro” será instalado na Praça Barão dia 22 de março, Dia Mundial da Água. O evento contará com atração cultural especial.O equipamento mostrará todos os dias a economia de água, o superávit ou o déficit em relação à meta.

No dia seguinte, 23 de março, está programada uma grande caminhada pelo uso racional da água, saindo da Praça Barão de Araras, percorrendo o Centro e chegando ao Parque Municipal Fábio da Silva Prado, o Lago, que receberá um abraço simbólico dos participantes.

Outros eventos e ações complementam a mobilização, como concurso de economia de água entre estudantes, palestras, peça teatral e ações via redes sociais.

#usenaoabuse

Falando em redes sociais e internet, foram lançados também o site e a fanpagerelativos à mobilização Use, Não Abuse. O endereço www.usenaoabuse.com.br foi idealizado como o “site da transparência” sobre a crise hídrica. Ali é possível encontrar o nível atual das represas, dicas de economia de água, notícias atualizadas, entre outras informações.

Já na fanpage facebook.com/usenaoabuse é possível encontrar conteúdo diversificado e convites para postagens com a hashtag #usenaoabuse, com a qual os internautas podem postar o que estão fazendo no seu dia a dia para economizar água.

Dicas de economia, diversão, selfies sobre economia de água, agenda de eventos, informações variadas, entre outros conteúdos também serão postados de forma divertida e dinâmica na fanpage.

Planejamento

Para mobilizar a cidade em torno desse objetivo de redução do consumo e reeducação sobre o uso da água, foi desenvolvido um conjunto de ações em diversas frentes.

Reuniões setoriais foram realizadas nas últimas semanas, na própria UAB. Padres, pastores, líderes religiosos de várias denominações, presidentes de sindicatos e associações, presidentes de clubes de serviço, educadores, profissionais de saúde e até empresários de varejo – supermercados, entre outros.

As reuniões foram conduzidas pelo estudante Denner Júnior, ex-vereador jovem e pela educadora ambiental Bruna Fatoretto, do Departamento de Meio Ambiente do Saema. “Foi muito gratificante participar de um trabalho dessa natureza, tão importante e que impactará na vida de cada um na cidade. A receptividade foi muito boa”, disse Denner.

Nessas reuniões prestou-se contas das ações do Saema para enfrentar a crise hídrica e colheu-se sugestões sobre outras medidas para encarar essa fase crítica.

Enquanto isso, foram desenvolvidas ações educativas, sociais, esportivas, culturais e uma intensa campanha de divulgação, com peças publicitárias em diversos meios e material de apoio para ser distribuído na comunidade.

Eventos foram programados e estão sendo preparados como comemoração conjunta da Semana da Água e Semana do Município. A programação começou neste dia 11, com o lançamento da mobilização pela água, e vai até dia 31 de março. (veja no final deste texto)

Durante o lançamento da mobilização, a vereadora Magda Celidório (PSDC), presidente da Câmara, colocou o Legislativo à disposição da Prefeitura e do Saema, para divulgar e abraçar a causa. “A água é nossa garantia de vida e precisamos mudar nossos hábitos”, disse ela. (Com informações Secom).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*