Durante o feriado, com uma quadrilha foi encontrado um tijolo de maconha, além de registros de tráfico de drogas em aparelhos celulares.

O feriado prolongado de Carnaval foi movimentado para as forças de segurança da cidade, tanto para a Guarda Municipal e Polícias Militar e Civil. Entre os últimos dias 13 e 17, de sexta até terça-feira, ao todo foram registrados 13 prisões em Araras, como roubo, furto, tráfico de drogas e até homicídio.

Além das 13 prisões, número que chama a atenção pelo histórico do município, foram registrados oito acidentes de trânsito, sendo um com motorista embriagado, entretanto nenhum com vítima fatal ou até mesmo grave.

Outro número que chamou a atenção foram as prisões por tráfico de entorpecentes, ao todo foram cinco, entre elas uma apreensão de um tijolo de maconha de aproximadamente 400 gramas, junto com a droga três rapazes foram presos acusados das vendas da substância e também formação de quadrilha. As prisões aconteceram no Jardim Belvedere na última sexta-feira.

Entre as prisões, também estiveram a de casos ainda mais graves, como a de uma tentativa de homicídio qualificado, e um acusado foi preso por ter matado um morador de rua à pauladas.

A tentativa de homicídio, já noticiada pelo Opinião Jornal, ocorreu no último domingo, dia 15, quando a Polícia Militar flagrou dois criminosos torturando um homem com golpes de martelo em uma residência no Jardim Piratininga. Um terceiro indivíduo foi presos momentos depois no local do crime.

Já o homicídio ocorreu em uma casa abandonada no Centro. Um morador de rua foi morto com golpes de madeira na cabeça. O acusado foi preso 12 horas após o crime tentando fugir da cidade.

Ainda entre as ocorrências do município, foram registrados quatro furtos e dois roubos de veículos. Quatro veículos também foram recuperados e devolvidos aos donos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*