Manifestantes em frente do “palanque” cantando o hino nacional e palavras de ordem contra a presidente da República

Cerca de 3 mil pessoas participaram da manifestação contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT – Partido dos Trabalhadores), realizada em todo o Brasil na manhã deste domingo, dia 15. A informação é da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil. A manifestação saiu da Praça Barão, desceu para o Parque Municipal “Fábio da Silva Prado” (Lago), e retornou para o local da partida pela Rua Nunes Machado.

As pessoas vestiam verde e amarelo, cores da bandeira nacional, e bradavam pela saída da presidente Dilma e pelo fim da corrupção no país, também cantavam o hino nacional pelo percurso. Participaram muitas famílias e pessoas de todas as idades.

É importante ressaltar que a revolta foi motivada pelo aumento do preço do litro da gasolina, a corrupção na Petrobras (maior estatal brasileira), aumento dos impostos e arrocho fiscal.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Civil, João Tranquilo Beraldo, ressaltou que os organizadores foram sensíveis ao diálogo com as forças de segurança e tudo transcorreu dentro da ordem pública, sem ocorrências. Também lembrou que a GM (Guarda Municipal), PM (Polícia Militar) e Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) estavam de prontidão e deram todo apoio necessário para o evento.

Manifestantes descendo para o Lago Municipal

Samuel Coelho Costa, um dos organizadores da manifestação em Araras, afirmou que a cidade tem um grande papel político na história do Brasil e não poderia ficar de fora desse movimento. “Esperávamos cerca de 800 pessoas e fomos surpreendidos porque vieram muito mais indignados participar dessa manifestação apartidária. Araras mostrou sua indignação”, completou.

Para Rangel Zutin a manifestação foi motivada pela insatisfação da população em relação à corrupção que assola o país. “Estamos cansados e insatisfeitos com o que temos visto, por isso estamos nos mobilizando”, ressaltou.

O engenheiro Paulo Henrique do Nascimento (PHS – Partido Humanista da Solidariedade) afirmou que este é um importante momento para o Brasil. “Não podemos aceitar a corrupção, devemos ir para às ruas e mostrar nossa indignação, participar do processo. Não queremos mais a presidente Dilma”, completou.

O médico Francisco Luiz Gonzaga declarou que foi uma resposta da sociedade aos corruptores do país. “Não queremos mais esse partido que para manter um projeto de poder corrompe o Brasil”, bradou.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou ontem, dia 16, após participar de uma reunião entre nove ministros e o vice-presidente Michel Temer com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, que o governo federal está “ouvindo as manifestações” e “aberto ao diálogo”.

A presidente Dilma afirmou em um evento ontem, que as manifestações do fim de semana mostraram que o país vive “pacificamente” com os protestos. “Na democracia, respeitamos as urnas. […] Respeitamos todas as vozes, de todas as matizes e de todas as tendências”, afirmou.

Poucos políticos de Araras participaram, além de Paulinho, marcaram presença a vereadora Anete Monteiro Casagrande (PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira), o ex-prefeito e presidente do Diretório tucano Pedro Eliseu Filho, o ex-vereador Marcelo Coelho Fachini (PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e o presidente do PPL (Partido da Pátria Livre) Carlos Cerri Júnior. 


Manifestação pelo país

Brasileiros foram às ruas em todos os 26 estados, no Distrito Federal e em cidades do exterior. Levantamento feito por repórteres do G1 aponta que em todo o país ao menos 160 cidades se mobilizaram e, ao todo, 2,3 milhões de pessoas participaram, segundo a PM, e 2,9 milhões, segundo os organizadores. (Há cidades que não tiveram estimativa de público feita pela polícia ou por organizadores).

A cidade de São Paulo teve o maior público: 1 milhão, segundo a polícia, e 210 mil, segundo o instituto Datafolha (há uma diferença de metodologia entre PM e Datafolha; entenda).

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostaria de saber o horário exato para a passeata do dia 12/04. Pois recebi um convite com horário para 9:00 e outro com horário para as 14:00. Poderia me dizer o horário correto.? Estão tentando nos cofundir

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*