Agentes e voluntários recolhem possíveis criadouros na região leste
Agentes e voluntários recolhem possíveis criadouros na região leste

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, informou na tarde de ontem, dia 29, que o resultado da sorologia da paciente, cujo caso era suspeito de infecção pelo vírus zika, em segundo exame, deu positivo para dengue. A análise foi realizada pelo laboratório Científica, que presta serviço na rede municipal de saúde.

Em nota, o setor ressaltou que com isso, fica praticamente descartada a suspeita de zika. “Foi constatado, pelo exame de sangue, que a gestante teve dengue há algumas semanas, no período em que apresentou sintomas como febre, dor de cabeça e dor nos olhos”.

Mesmo assim, a Secretaria de Saúde vai aguardar o laudo do exame de urina realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, para o diagnóstico final do caso. A previsão é que o resultado seja concluído em, no mínimo, 30 dias.

No último dia 25, a reportagem do Opinião teve acesso a entrevista do médico clínico geral, André Jacks de Abreu, para o programa Saúde na TV, que vai ao ar amanhã, dia 2, às 19h45, pela Rede Opinião de TV.

Segundo o médico, existia uma gestante em Araras com suspeita de estar com o zika vírus, foi feito o exame e o soro/sangue foi encaminhado para o Instituto Adolpho Lutz, em São Paulo, que é o centro de referência.

IEQ
Em mais uma ação contra o Aedes, agentes e voluntários vistoriam mais de 3 mil imóveis

Equipes do setor de controle de endemias da Secretaria Municipal de Saúde e voluntários da Igreja do Evangelho Quadrangular de Araras participaram no último sábado, dia 27, de mais um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e do vírus zika. A ação ocorreu na região leste e recolheu 847 kg de possíveis criadouros, além de vistoriar 3.352 imóveis.

A secretária de saúde Vanda Pavan Bressan mais uma vez parabenizou o esforço das equipes e dos voluntários. “Todos estão de parabéns pelo trabalho em conjunto. Conseguimos atingir um número expressivo de imóveis vistoriados e isso é essencial no combate ao mosquito”, comentou.

No último dia 20, os voluntários concentraram seus trabalhos nas regiões sul e norte do município, recolhendo 570 kg de materiais que poderiam servir como criadouros do mosquito e vistoriaram 3.211 imóveis. Nos próximos dias, o combate ao Aedes aegypti também será reforçado por 26 novos agentes que foram contratados via concurso público.

As ações são coordenadas pelo Gabinete de Gabinete de Ações Especiais contra o Aedes aegypti, criado pelo prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores) no início de fevereiro. O grupo conta com integrantes de diversos setores da Prefeitura e intensificou as atividades de combate ao mosquito.

Araras enfrentou uma epidemia de dengue com mais de 2,6 mil casos autóctones no ano passado. Até o momento, em 2016, são 46 casos confirmados da doença na cidade.

Balanço dos casos de dengue*
Positivos: 46 casos ( 41 autóctones e 5 importados)
Negativos: 77 casos
Aguardando exames laboratoriais: 44 pacientes
Total de suspeitas notificadas em 2016: 167

*Dados atualizados nesta segunda-feira (29) pela Secretaria Municipal de Saúde

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*