Na última terça-feira, dia 27, a Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários aprovou o requerimento do Deputado Celso Nascimento (PSC- Partido Social Cristão) que solicita um detalhamento para a Presidente da Fundação Casa (Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente), Berenice Gianella, sobre a real situação no sistema de vigilância de todas as unidades da entidade, visto que a empresa terceirizada que fazia o patrulhamento faliu por má gestão, fato que o forçou o governo a rescindir o contrato. Como consequência, 117 internos fugiram em apenas oito dias, expondo assim a fragilidade do sistema. A Fundação Casa é a antiga Febem (Fundação Estadual do Bem Estar do Menor).

Para o deputado a situação é preocupante. “De acordo com matéria da Veja São Paulo, há apenas um agente socioeducativo para cuidar de doze internos em média, além da superlotação constatada em 20 das 38 unidades da instituição da capital. O Governo do Estado solicitou à Secretaria de Segurança Pública para que em alguns locais em que a Fundação Casa tem mais vulnerabilidade, haja uma presença maior da Polícia Militar”, disse. Dessa maneira, os policiais poderão fazer a segurança dentro da escala da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (Dejem), que permite que os policiais trabalhem voluntariamente em suas folgas com direito a uma remuneração adicional.

Segundo o deputado Celso Nascimento, necessidade de saber a atual posição da entidade sobre a conclusão do processo da escolha da nova empresa de vigilância e ainda, a situação do convênio com a Secretaria de Segurança Pública. “A medida tem o objetivo de cumprir seu papel fiscalizador para colaborar com a melhoria da instituição e a segurança”, afirmou o deputado. (Com informações assessoria de imprensa do deputado).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*