Grupo responsável pela implantação do sinal digital acha que é necessário mais tempo para as residências estarem adaptadas

Desligamento do sinal analógico de TV é adiado
Desligamento do sinal analógico de TV é adiado

A data para o desligamento do sinal de TV analógico de 15 cidades da região, inclusive Araras, programada para esta quarta-feira (29), foi adiada para 17 de janeiro de 2018. A mudança foi determinada na manhã de ontem (28) pelo Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), em reunião na sede da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em Brasília.

De acordo com o Gired, grupo que coordena a implantação do sinal digital no País – formado pelas emissoras de televisão, operadoras de telefonia e representantes do governo -, uma pesquisa mostrou que é preciso mais tempo para que, pelo menos, 90% das residências estejam adaptadas ao novo sinal digital.

O sinal analógico de TV será desligado primeiro nos municípios de Aguaí, Águas da Prata, Araras, Conchal, Itobi, Leme, Pirassununga, Porto Ferreira, Rio Claro, Santa Gertrudes, Santa Cruz da Conceição, Santa Rita do Passa Quatro, São João da Boa Vista, Tambaú e Vargem Grande do Sul.

Outras regiões

Também na manhã de ontem o Gired decidiu que o período de desligamento em Santos tenha início hoje (29) e vá até o dia 20/12 e que em Campinas e no Vale do Paraíba o processo de desligamento ocorra a partir de hoje e vá até 17/01/2018. O desligamento do sinal em Ribeirão Preto e Franca foi postergado para o dia 31/01/2018.

A medida foi tomada porque não foi atingido o percentual mínimo de domicílios com sinal digital para o desligamento (que é de 90%). Segundo a pesquisa Ibope Inteligência, em Santos o percentual atingido foi de 89%. A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 25 de novembro de 2017. A amostra de Santos contou com 1.078 entrevistas, enquanto no conjunto das demais cidades foram realizadas 1.211, que totalizam 1.575 entrevistas.

Em Campinas o percentual foi de 88%. A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 25 de novembro. A amostra contou com 1.442 entrevistas, enquanto no conjunto das demais cidades foram realizadas 2.198, que totalizam 2.324 entrevistas. A amostra é representativa dos domicílios da área urbana e rural das regiões pesquisadas.

No Vale do Paraíba o percentual auferido foi de 88%, segundo pesquisa realizada entre os dias 13 e 25 de setembro de 2017. A amostra contou com 1.078 entrevistas, enquanto no conjunto das demais cidades foram realizadas 1.610, que totalizam 1.988 entrevistas.

Em Ribeirão Preto 84% dos domicílios contam com sinal digital. A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 25 de novembro. A amostra contou com 1.078 entrevistas, enquanto no conjunto das demais cidades foram realizadas 1.400, que totalizam 1.894 entrevistas.

Em Franca, o percentual atingido foi de 80%. A pesquisa em Franca foi realizada entre os dias 14 e 24 de novembro. A amostra contou com 1.078 entrevistas, enquanto no conjunto das demais cidades foram realizadas 1.484, que totalizam 1.747 entrevistas.

A digitalização da TV aberta permitirá que os telespectadores assistam aos seus programas com maior qualidade de som e imagem, além de trazer outras vantagens, como suporte à recepção móvel, multiprogramação e interatividade.

Com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta em tecnologia analógica. Essa radiofrequência será utilizada para ampliar a disponibilidade do serviço de telefonia e internet de quarta geração (4G LTE) no Brasil.

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*