Diretoras de escolas municipais participaram de palestra no polo da UAB de Araras

Diretoras de escolas municipais de ensino infantil e fundamental participaram na última segunda-feira, dia 19, de palestra sobre câncer infanto-juvenil, realizada no Centro de Educação e Formação Continuada Dirçon Kammer/Polo da UAB de Araras. A apresentação foi coordenada por Denner Júnior, organizador da 2ª Caminhada Passos que Salvam, que será realizada pela segunda vez em Araras, no dia 22 de novembro.

Diretoras de escolas municipais participaram de palestra no polo da UAB de Araras
Diretoras de escolas municipais participaram de palestra no polo da UAB de Araras

No evento, as diretoras receberam informações sobre os principais sintomas do câncer infanto-juvenil. A secretária de Educação, Elizabeth Carvalho Cilindri, também participou da iniciativa.

Durante a palestra, Denner falou sobre a importância da conscientização para o diagnóstico precoce da doença, papel que pode ter a colaboração de professores e diretoras de escolas. “Contamos com vocês nesta luta pelo diagnóstico precoce e combate ao Câncer nas crianças e jovens. Precisamos urgentemente aumentar este índice de cura em nosso país e só por meio do conhecimento dos sinais e sintomas da doença que conseguiremos reverter este triste quadro”, disse.

Além desta palestra, o jovem tem feito várias apresentações em escolas estaduais e particulares, mobilizando a população e os jovens para que participem da Caminhada.

Mais informações sobre o evento também podem ser obtidas pelos telefones 97600-1545 (Denner Junior) e 99646-0046 (Karen Matieli) ou pelo www.facebook.com/CaminhadaPassosQueSalvamAraras

 

Caminhada Passos que Salvam

A concentração da 2ª Caminhada Passos que Salvam será no Ginásio de Esporte “Nelson Rüegger”, às 8h30. Quem quiser participar pode adquirir o kit da caminhada, que consiste em uma camiseta,

1ª Caminhada Passos que Salvam reuniu mais de 1.000 pessoas em novembro de 2014
1ª Caminhada Passos que Salvam reuniu mais de 1.000 pessoas em novembro de 2014

boné, cadarço e squeeze (garrafa). O kit custa R$ 30 e pode ser comprado na loja Casarella, localizada na Rua Visconde do Rio Branco, Centro.

Criada pelo Hospital do Câncer de Barretos, a Caminhada Passos que Salvam foi realizada pela primeira vez em 2012 no Brasil, em 21 cidades e dois Estados (São Paulo e Rondônia). Em 2013, 80 cidades e sete Estados participaram.

Em 2014, foi o primeiro ano em que Araras realizou a caminhada com mais de 200 cidades em nove Estados com o objetivo de conscientizar e despertar a atenção de toda a população para a importância do diagnóstico precoce e combate do câncer em crianças e jovens.

Realizada no dia 23 de novembro, a caminhada contou com participação de aproximadamente 1 mil pessoas. Na ocasião, Araras destinou ao Hospital de Câncer Infanto-juvenil de Barretos mais de R$ 44.750,00, uma vez que foram vendidos mais de 1.790 kits.

 

Diagnóstico precoce

Crianças e adolescentes com câncer chegam com a doença em estágio avançado por diversos fatores: desinformação dos pais e médicos, além do medo do diagnóstico.

O diagnóstico precoce do câncer infantil é prejudicado pela semelhança dos sinais e sintomas desta patologia com doenças comuns na infância. Os profissionais encontram dificuldade em constatar a doença, o que atrasa a busca por serviços médicos especializados, por isso, o conhecimento do pediatra acerca do câncer é determinante para o diagnóstico rápido e seguro.

O sucesso do tratamento depende da habilidade em detectar a doença quando ela ainda está no início, é extremamente importante reconhecer os sinais e sintomas encaminhando a criança precocemente para um tratamento adequado em centros especializados.

Faz-se necessário campanhas de alerta para esses sinais e sintomas e de programas de treinamento para os profissionais de saúde para identificação dos principais sintomas relacionados à essa patologia. Quando o diagnóstico é feito precocemente, o tratamento pode ser menos agressivo e as chances de cura muito maiores.

Estima-se que em torno de 70% das crianças acometidas de câncer podem ser curadas, se diagnosticadas precocemente e tratadas em centros especializados. A maioria dessas crianças terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado.

Assim como em países desenvolvidos, no Brasil, o câncer já representa a segunda causa de mortalidade proporcional entre crianças e adolescentes de um a 19 anos de idade, para todas as regiões. Podemos dizer que o câncer é a primeira causa de mortes por doença, após um ano de idade, até o final da adolescência. (Com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*