70 mudas de espécies nativas foram plantadas por estudantes em nascente localizada no Jardim Dalla Costa

O DMA (Departamento de Meio Ambiente) do Saema (Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente) de Araras realizou na última semana o plantio de 70 mudas nativas em área verde, perto de nascente localizada no Jardim Dalla Costa.

A atividade contou com a participação de alunos das Escolas Estaduais Dr. Cesário Coimbra e Professora Joanita Kammer Martins Pereira e fez parte de um trabalho de educação ambiental dividido em duas partes: teórica e prática.

70 mudas de espécies nativas foram plantadas por estudantes em nascente localizada no Jardim Dalla Costa
70 mudas de espécies nativas foram plantadas por estudantes em nascente localizada no Jardim Dalla Costa

A fase teórica, realizada no dia 27 de outubro, contou com palestra educativa ambiental com a responsável pela divisão de Educação Ambiental do DMA de Araras Bruna Fatoretto. A palestra versou sobre a importância da preservação do meio ambiente e principalmente de áreas como nascentes e APPs (Área de Preservação de Permanente) para a garantia da qualidade e quantidade dos recursos hídricos.

Já a fase prática aconteceu no dia 28 de outubro com plantio de mudas na nascente perto do Jardim Dalla Costa. Foi realizado o plantio de espécies nativas pioneiras e não-pioneiras, como sabão-de-soldado, coração-de-negro, pau-ferro, oiti, angico preto, ipê roxo, canafístula, pau d’alho, jacarandá-de-minas, jequitibá branco, fruta do conde, sibipiruna, manjuba, entre outras. As mudas foram doadas pelo Projeto Margem Verde da Usina São João.

O DMA tem realizado plantios frequentes de mudas doadas pela iniciativa privada, por meio do TCRA (Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental). O termo é firmado junto a empreendimentos imobiliários que venham a causar impacto ambiental.

Bruna explicou que a ação visa conscientizar os estudantes sobre a importância da preservação das nascentes. “Diante da crise hídrica que a Araras enfrentou, precisamos garantir qualidade e quantidade de água suficiente para o consumo e sua utilização em todos os aspectos. Por isso, preservar as nascentes, as áreas de APP e o meio ambiente de uma maneira geral devem ser medidas constantes e primordiais no município com a finalidade de garantir a sobrevivência da biodiversidade da fauna e flora”, explicou.

O vereador Valdevir Carlos Anadão (Profº Dê), que fez a indicação para criação do Selo Verde, também acompanhou as atividades. (Com informações Secom).

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*