A sexta-feira, dia 11, ararense foi movimentada em Araras, em um intervalo de poucas horas foram encontrados dois corpos na zona leste da cidade. De acordo com a Polícia Civil, as duas pessoas foram vítimas de assassinatos, uma mulher de 25 anos foi encontrada morta a facadas, enquanto o outro cadáver, ainda não identificado, foi encontrado carbonizado.

A mulher, identificada como Gabriele Caterine de Souza, foi encontrada as margens de uma estrada rural nas proximidades da avenida Luiz Carlos Tunes (Via Novela) no bairro Jardim das Orquídeas. Já o outro corpo localizado às margens de um riacho no Bosque Ararinha

 

 

Mulher foi morta a facadas

O corpo da mulher foi encontrado as margens de uma estrada rural na zona leste da cidade
O corpo da mulher foi encontrado as margens de uma estrada rural na zona leste da cidade

 

O corpo de Gabriela foi encontrado por volta das 7 horas por um homem que passava pela estrada, avistou o corpo da mulher, e logo comunicou à Polícia Militar. De acordo com uma previa apuração dos peritos da Polícia Civil, a mulher foi morta com diversos golpes de algum objeto perfuro cortante aparentando ser uma faca, já que o instrumento foi encontrado próximo ao corpo e com marcas de sangue.

Segundo a polícia, no corpo haviam perfurações nas costas, cabeça e peito, além de cortes nas mãos e braços, o que indica que houve uma tentativa de defesa ou até mesmo uma luta com o agressor, já que um dos pulsos de Gabriela estava fraturado e aparentemente quebrado.

Conforme informações dos próprios familiares da vítima, Gabriela era usuária de drogas e costumava frequentar as proximidades do local onde foi encontrada morta. A Polícia vai investigar o homicídio.

 

 

Corpo é encontrado carbonizado em bosque

corpo carbonizado-cor
O corpo carbonizado foi achado por guardas municipais na margem do riacho no Bosque do Arararinha

 

Além do corpo da mulher, outra vítima de homicídio foi encontrada na sexta-feira. Segundo a Polícia, os crimes não possuem ligação, entretanto, a Guarda Municipal só localizou o segundo corpo durante buscas do possível assassino da mulher.

De acordo com um dos guardas da equipe GAM 2 (Grupo de Apoio com Motocicletas), um homem parou as viaturas na rua e disse que o possível assassino da mulher estaria escondido no bosque ararinha. Durante as buscas, entretanto, a surpresa foi outra, já que os GMs localizaram um corpo carbonizado e em estado de decomposição às margens do riacho.

A perícia também esteve no local para a remoção do corpo, que além de queimado também estava com uma barra de ferro cravado em seu pescoço e nu. Até o fechamento dessa edição o corpo, que aparentava ser de um homem, ainda não havia sido identificado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*