Inscrições podem ser realizadas no site da Evesp.

A Evesp (Escola Virtual de Programas Educacionais) oferece cursos online de língua espanhola para os estudantes dos anos finais dos ensinos Fundamental e Médio, além da EJA (Educação de Jovens e Adultos) da rede estadual de ensino. As inscrições seguem até o dia 26 deste mês e podem ser realizadas no site www.educacao.sp.gov.br/evesp/cursos. No total, são oferecidas 3,6 mil vagas.

De acordo com a Evesp, as aulas podem ser feitas no computador da casa do aluno (basta ter acesso à internet) ou na própria unidade de ensino nas salas do Acessa Escola. Vale ressaltar que toda a plataforma é autoexplicativa e, ao todo, são dez módulos com carga horária total de 60 horas, sendo que cada um deles é disponibilizado quando o estudante atinge 80% de acerto na avaliação do módulo anterior.

No decorrer do curso, os participantes desenvolvem as habilidades da fala, leitura e escrita no idioma. O conteúdo tem ainda como foco situações do cotidiano e abrange a gramática da língua espanhola, incluindo tempos verbais, adjetivos e advérbios.

No entanto, o aluno que concluir todas as etapas receberá diploma.

 

Acesso para ex-alunos

Além dos estudantes matriculados na rede estadual em 2015, ex-alunos também podem participar do programa. Aqueles que não tiverem a sequência numérica (Registro do Aluno) podem enviar e-mail para a escola ou para a Diretoria de Ensino e fazer a solicitação. Por meio do nome completo e RG fornecidos pelo interessado, a equipe do Núcleo de Vida Escolar da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo irá validar o cadastro do aluno no sistema manualmente.


 

Secretaria implanta programa de recuperação de Matemática e Português na região de Campinas

 

A partir da segunda quinzena de abril, alunos do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Médio da região de Campinas com dificuldades no aprendizado terão aulas extras de Matemática e Português na própria escola. O programa de reforço da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo vai utilizar a tecnologia como estratégia para recuperar o conteúdo dos estudantes indicados por avaliação escolar.

De acordo com a Educação, o programa conta com duração de 10 semanas e os estudantes terão acesso ao material complementar “Aventuras do Currículo +”. A recomendação da Secretaria é que essas aulas sejam oferecidas uma hora antes ou depois da grade curricular.

No entanto, a principal vantagem da modalidade é a utilização de uma linguagem mais dinâmica, ao estilo de game, e próxima ao cotidiano dos jovens. Cada etapa de ensino terá uma missão a cumprir e que dependerá das habilidades de Língua Portuguesa e Matemática.

Para ampliar o programa, a Secretaria prorrogou até amanhã, dia 13, o prazo da atribuição dos professores interessados em supervisionar as turmas de reforço. Os educadores poderão suplementar a jornada e ganhar até R$ 1.690, de acordo com o número de aulas atribuídas. Além disso, eles passarão por um curso de formação para conhecer a ferramenta e tirar possíveis dúvidas. Já a atribuição é feita na própria escola ou em uma das 91 Diretorias de Ensino.

O secretario da Educação, Herman Voorwald, comentou em nota sobre a iniciativa. “A Secretaria aposta em novas estratégias para recuperar o conteúdo dos estudantes e tornar o ensino mais dinâmico e atrativo. Elaboramos um material que dialoga com essa geração e contribui para apoiar os métodos de aprendizagem dos educadores”.

Além da nova modalidade, ao longo do ano letivo a Secretaria também oferece aos estudantes as opções “intensiva” e “contínua” de recuperação. Para isso, os professores têm à disposição o Currículo+, um banco online e colaborativo que já reúne 3 mil objetivos digitais. A plataforma é segmentada por ciclo (Fundamental, Médio, Educação de Jovens e Adultos) e disciplinas. Com isso, todo conteúdo dialoga com o currículo implementado na rede paulista de ensino. (Com informações da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo)

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*