De acordo com a Prefeitura de Araras, em 2015 será intensificada a instalação de rampas de acessibilidade de deficientes físicos em prédios públicos e locais de difícil acesso em pontos da cidade. A ação visa atender a inúmeros pedidos de moradores e indicações de vereadores.
Para isso, a Prefeitura abriu nesta semana licitação, na modalidade registro de preços, para a contratação de empresa para instalação de 180 rampas de acessibilidade.
Os editais e anexos estão à disposição dos interessados no site da Prefeitura – www.araras.sp.gov.br – ou na Coordenadoria de Compras, que fica na rua Pedro Álvares Cabral, 83, Centro. O atendimento é das 9 horas às 16 horas.
Para o presidente da Câmara Municipal da Terceira Idade de Araras, Sérgio Accica, o cidade realmente necessita dessas instalações. “Não vai resolver os problemas, mas vai ajudar. Há muitos locais que necessitam, existem lugares em que só tem rampa de um lado da rua, ou seja, se o cadeirante atravessar a rua ele não vai conseguir subir para a calçada do outro ladoa. Existem pontos também, inclusive nas avenidas ‘Padre Atílio’ e ‘Padre Alarico’, onde entre as ruas há canteiros que não permitem a passagem desses idosos e cadeirantes”, disse Accica.
O presidente também apontou outro problema na acessibilidade do município. “Temos outras coisas que devem ser mudadas que são as calçadas. Muitas delas são inclinadas, o que dificulta não só o cadeirante, mas também uma mãe com um carrinho de bebê ou até mesmo um idoso de bengala”, completou.
Para a aposentada Alba Ferreira da Silva a construção das novas rampas vai ajudar a população. “Vai ser muito bom, eu apoio a iniciativa da Prefeitura”, disse. Já para a balconista Vera Lúcia Jesus dos Santos a construção das 180 rampas não é o suficiente. “Ainda vão faltar rampas pela cidade mesmo com a construção dessas”, opinou.
Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas Celso Canassa, a instalação das rampas será realizada levando-se em conta pontos críticos apontados por estudos feitos pela pasta. “Além de atender às demandas da população, fizemos um mapeamento e elencamos os prédios públicos da cidade que precisam de melhorias de acessibilidade. A área central da cidade estava com uma carência destes dispositivos, tanto que no ano passado reforçamos a construção de rampas em vários cruzamentos da rua Tiradentes, e outras vias”, recordou o secretário.
Canassa assegurou também que os dispositivos serão construídos respeitando as normas vigentes no Código de Trânsito Brasileiro quanto à inclinação, largura e piso tátil.
A obra será realizada com recursos próprios da Prefeitura. O valor de referência do investimento é de R$ 228.117,60, que pode ser reduzido após a licitação. De acordo com o edital, a administração poderá contratar os serviços, totalmente ou parcialmente, conforme a necessidade de instalação das rampas. Ainda segundo o documento, o prazo vigente para contratação dos serviços é de 12 meses.
A administração afirma que em 2014 já havia reforçado esses serviços com a construção de 104 novas rampas de acessibilidade, abrangendo vias públicas localizadas próximo a pontos de ônibus, hospitais, PSFs e demais prédios públicos onde havia a necessidade de melhor acesso.

Manutenção dos passeios públicos
A administração também abriu licitação, na modalidade registro de preços, para a manutenção e conservação dos passeios públicos, em praças e logradouros públicos.
Os serviços incluem reparos, manutenção e construção de ao todo 3.000 m² de passeios do tipo “petit pavé” com pedra portuguesa e amarela. De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbanos e Obras Públicas, estão previstos reparos e serviços onde houver necessidade, conforme estudos prévios.

Crédito: Lucas Neri/Opinião

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*