A Emhaba (Empresa Municipal de Habitação) deixará de fazer cadastros específicos para cada empreendimento a ser lançado pela autarquia. A informação é do presidente Jackson de Jesus que explicou que será criado um banco de dados no estilo do cadastro único utilizado pela Secretaria de Ação e Inclusão Social.

De acordo com Jackson, os interessados preencherão o cadastro da Emhaba que terá validade de um ano e, nesse período, a autarquia recorrerá ao banco de dados para pré-selecionar os candidatos a adquirirem uma moradia por meio da Emhaba que trabalha como facilitadora.

Atualmente, os interessados se cadastram para os empreendimentos que se adequem a sua faixa de renda e, após a seleção, os dados são inviabilizados, não sendo válidos para o próximo empreendimento.

 

Portal do Sol

A entrega de mais 120 casas do Portal do Sol já tem data marcada: sábado, dia 19 de setembro. Este é o segundo módulo do empreendimento, que possui ao todo 694 moradias – em junho deste ano, 326 cidadãos foram contemplados com a casa própria com a entrega das chaves do 1º módulo.

De acordo com informações da Secom, a solenidade de entrega das chaves acontece às 9h30, no próprio local, que fica na Avenida Luiz Carlos Tunes, próximo ao Residencial Warley Colombini. Como realizado na entrega do 1º módulo, as famílias já estão autorizadas a ocupar as casas, logo após receberem as chaves.

O residencial ainda possui outros três módulos: o 3º com 59 unidades; o  4º com 93 e o 5º com 96. As moradias são destinadas a famílias com renda mensal que varia de R$ 1,6 mil a R$ 3,9 mil e a seleção foi realizada diretamente pela Caixa Econômica Federal, por meio de cadastro no Portal da Casa Própria. As casas são comercializadas com subsídios de até R$ 25 mil do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.

O empreendimento oferece dois modelos de casas: um com 52m² (dois dormitórios) e outro com 62m² (três dormitórios). Nos dois casos, as residências contam ainda com sala, cozinha, banheiros e área de serviço. A metragem total do terreno é de 160m², o que possibilita futuras ampliações.

Todas as casas receberam vistorias em agosto. Na ocasião, os proprietários avaliaram e verificaram possíveis reparos a ser realizados pela Infratécnica, empresa responsável pela construção do empreendimento – as correções foram registradas em um formulário no ato da vistoria.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*