O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2015 passa a ter novas regras que foram implementadas pelo MEC (Ministério da Educação) a fim de reduzir a abstenção, ampliar a segurança e dar mais tranquilidade aos participantes durante a aplicação das provas, marcadas para os dias 24 e 25 de outubro. O edital já está disponível no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais “Anísio Teixeira”) – portal.inep.gov.br

Uma das alterações foi o aumento da taxa de inscrição, que pela primeira vez em mais de dez anos, passou por reajuste. Até 2014, o valor era de R$ 35,00, mas a partir deste ano passa a ser de R$ 63,00.

No entanto, além das pessoas que se declararem carentes, estão isentos da taxa de inscrição os concluintes do ensino médio em 2015 e que estejam matriculados em escolas da rede pública. Para os demais, o valor prevalece e o pagamento pode ser efetuado até as 21h59 (de Brasília) do dia de 10 de junho, sendo que a confirmação das inscrições será feita apenas pela página do Enem na internet.

Porém, se o candidato que tenha conseguido a isenção da taxa deixar de comparecer nos dois dias de provas, automaticamente ficará impedido de pedir o benefício na edição seguinte do exame. De acordo com o MEC, o objetivo é diminuir os índices de abstenção e, com isso, evitar desperdício de dinheiro público.

 

Inscrições

As inscrições serão abertas às 10h da próxima segunda-feira, dia 25, e seguem até as 23h59 do dia 5 de junho, pelo horário oficial de Brasília. Os candidatos deverão se inscrever exclusivamente pela internet (site ainda não divulgado pelo Inep).

De acordo com o edital do Enem. No momento da inscrição, os candidatos precisam informar um número de telefone (celular ou fixo) válidos, além de cadastrar um endereço eletrônico (e-mail), o qual não pode ser usado por outro participante. O sistema pedirá ainda que o interessado crie uma pergunta e uma resposta de segurança.

Para aperfeiçoar o atendimento e evitar fraudes, a inscrição de travestis e transexuais que pretendem ser identificados pelo nome social também terá alterações. Esses candidatos deverão fazer a inscrição normalmente, no período estabelecido no edital. Posteriormente, entre os dias 15 e 26 de junho, devem encaminhar, por meio do sistema do participante, na página do Enem na internet, cópia de documento de identificação, uma foto recente e o formulário preenchido, disponível on-line.

Além disso, haverá melhorias no atendimento a pessoas com visão monocular (que enxergam com apenas um dos olhos) ou com discalculia (dificuldade ou desabilidade para fazer cálculos matemáticos). Quem tem visão monocular pode pedir prova ampliada e em braile, ledor e transcritor. Candidatos com discalculia podem pedir auxílio de ledor e de transcritor.

 

Tempo extra

Outra novidade é a aplicação do Exame, que terá início às 13h30. Os portões nos locais de provas continuarão sendo abertos às 12 horas e fechados às 13 horas (de Brasília). Porém, esse tempo extra de meia hora será utilizado com procedimentos de segurança, para que todos os presentes entrem em sala e guardem seus pertences com tranquilidade. O período total de duração das provas permanece em quatro horas e meia no sábado e cinco horas e meia no domingo. (Com informações Assessoria de Comunicação Social do Inep)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*