Engenheiro agrônomo José Maria Baptista de Souza recebendo homenagem de Claudemir Brucieri (coordenador de agricultura da Secretaria de Serviços Públicos Urbanos e Rurais de Araras) e Nelson Viel (presidente do Sindicato Rural de Araras)

A Câmara Municipal de Araras, em parceria com a Escola Legislativa, realizou na noite desta quarta-feira, dia 29, às 19 horas, na Câmara Municipal, mais uma edição do seminário “Pensando Araras” com o tema “Agricultura Familiar”.

O objetivo do evento, que foi aberto a toda a população, foi debater o panorama geral da agricultura familiar em Araras, as ações em andamento, as novas possibilidades e perspectivas.

Fizeram parte da composição da mesa de debates o engenheiro agrônomo José Maria Baptista de Souza; a agricultora e estudante de agronomia com ênfase em agroecologia, Adélia de Oliveira Farias; a secretária municipal de Serviços Públicos Urbanos e Rurais de Araras, Sandra Helena Orzari Milaré; a vice-prefeita de Rio Claro, Olga Salomão; o secretário de Agricultura de Rio Claro/SP, Carlos Alberto Teixeira de Lucca; o supervisor de trabalho social do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e ex-deputado estadual, Francisco de Assis Campos – Tito; e os vereadores e membros do Conselho Gestor da Escola Legislativa de Araras, Breno Zanoni Cortella (PT Partido dos Trabalhadores) e Valdevir Carlos Anadão – professor Dê (PT).

Engenheiro agrônomo José Maria Baptista de Souza recebendo homenagem de Claudemir Brucieri (coordenador de agricultura da Secretaria de Serviços Públicos Urbanos e Rurais de Araras) e Nelson Viel (presidente do Sindicato Rural de Araras)
Engenheiro agrônomo José Maria Baptista de Souza recebendo homenagem de Claudemir Brucieri (coordenador de agricultura da Secretaria de Serviços Públicos Urbanos e Rurais de Araras) e Nelson Viel (presidente do Sindicato Rural de Araras)

Na abertura do evento, Claudemir Brucieri, que é coordenador de agricultura da Secretaria de Serviços Públicos Urbanos e Rurais de Araras, e Nelson Viel, presidente do Sindicato Rural de Araras, fizeram uso da palavra na Tribuna em nome dos agricultores e do sindicato rural para homenagear o engenheiro agrônomo José Maria. “Quero homenagear o José Maria, conhecido por todos na zona rural, que chegou aqui há 48 anos e dedicou sua vida pela agricultura de Araras. Hoje, ‘Zé’, em nome dos agricultores e do Sindicado, queremos entregar uma homenagem para você, que é de coração”, disse Brucieri.

O engenheiro, que recebeu uma placa com texto em sua homenagem, agradeceu. “Agradeço a você Claudemir, a todos os agricultores e ao sindicato pelo carinho que me receberam na cidade de Araras. Se eu estudei, se eu sou engenheiro agrônomo, eu devo isso à bolsa de estudo que recebi do Serviço Social Rural. Obrigado a todos”, disse José Maria.

Adélia deu início à discussão do seminário. “Hoje 28% do lote de reforma agrária está em mãos de mulheres, 18% de mulheres hoje herdam as terras. Hoje muitas mulheres agricultoras são arrimo de família. É preciso pensar em uma política pública específica para as mulheres”, disse.

O engenheiro agrônomo José Maria contribuiu com o debate descrevendo o que é a agricultura familiar. “Agricultor familiar é aquele que tem de 10 até 40 hectares e precisa se enquadrar no Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), não pode ter empregados, tem que trabalhar com a família, a não ser granja, e pode ter até dois empregados. Para entregar a sua produção tem que ser através de organizações, que podem ser cooperativa de produtores”, explicou.

Olga compartilhou o trabalho que faz na cidade vizinha de Rio Claro. “Nós fortalecemos a Secretaria de Agricultura, instituímos o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) em 2010, e temos também o trabalho de compra da merenda escolar. Hoje nós compramos 30% da merenda escolar das cooperativas e temos uma parceria com a Pastoral da Criança que faz um trabalho nos bairros mais pobres. Nós enviamos os alimentos e a pastoral os distribui, principalmente para crianças de baixo peso e idosos”, falou.

O público presente levantou vários subtemas em torno do assunto, como políticas públicas, valorização da agroecologia, valorização do valor das mercadorias do agricultor familiar, a importância da escola rural para valorizar a cultura da agricultura familiar, fossa biodigestora, importância e processos de compostagem, sustentabilidade, recursos naturais, malefícios dos agrotóxicos, agricultura orgânica e importância da organização dos agricultores.

Já vereador Breno falou da importância do seminário. “Que possamos desse debate, dessa importante reflexão, desse seminário, tirar alguns encaminhamentos, algumas questões que foram levantadas. Estou à disposição para encaminhar isso. Tenho certeza de que todos que participaram puderam aprofundar e fortalecer o tema da agricultura familiar, de segurança alimentar e de reforma agrária no nosso município”, finalizou.

Os seminários “Pensando Araras” seguem o exemplo da Câmara Municipal de São Paulo e da sua Escola do Parlamento que realizou um ciclo de debates temáticos no ano de 2012 chamado “Pensando São Paulo”.

No ano de 2014 a Câmara de Araras realizou seu primeiro seminário com o tema “Turismo”. No segundo semestre deste ano, a Escola Legislativa de Araras realizará um ciclo de seminários para abordar outros assuntos de interesse do município.

A Escola Legislativa de Araras foi instituída pela Resolução nº 1, de 18 de março de 2014, de autoria do vereador Breno, ex-presidente da Câmara. A Escola Legislativa de Araras fornece certificado aos participantes que solicitarem.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*