Feira será realizada no novo bairro às quartas-feiras, das 15h às 19h

A primeira feira livre realizada no Residencial Prefeito Professor Milton Severino foi aprovada pelos moradores do novo bairro, construído por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, em parceira com a Prefeitura.

A feira será realizada sempre às quartas-feiras, na Rua Maria Cerri, na Quadra K, das 15h às 19h. A feira facilitou muito a vida dos mais de 600 moradores que precisavam se deslocar para outras partes da cidades para comprar frutas, legumes e verduras.

Este é o caso de Jamile Matogrosso Santos. Ansiosa para fazer compras na feira, a moradora da Rua Palmira Amaral Favero elogiou a iniciativa no bairro. “Pra ir ao mercado é muito longe. Mesmo quando morava no Jardim Santo Antônio, antes de vir pra cá, tinha que ir até o mercado comprar verduras, frutas e legumes. Agora, com a feira, isso ficou bem mais fácil”, disse Jamile.

A moradora também aprovou o horário diferenciado da feira. “Acredito que será melhor para os moradores daqui que, em sua maioria, chegam do trabalho às 17h e podem fazer as compras com tranquilidade”, completou.

Feira também conta com a venda dos famosos pastéis
Feira também conta com a venda dos famosos pastéis

Rosana Ap. Frutuoso, moradora da Rua Maria Cerri, também tinha que se deslocar ao Centro para fazer compras. “Acabava fazendo a “feira” em mercados do Centro quando morava no Jardim São João. Com a feira aqui, fica tudo mais fácil. E o bom é que os produtos da feira, como legumes e verduras, estão sempre mais fresquinhos”, disse ela, que prefere que a feira seja realizada no período da manhã, devido ao sol forte do período da tarde.

Feira será realizada no novo bairro às quartas-feiras, das 15h às 19h
Feira será realizada no novo bairro às quartas-feiras, das 15h às 19h

Nas primeiras feiras, a ideia é montar de 6 a 8 barracas que têm que estar de acordo com as normas definidas pela comissão de feirantes e pelos fiscais da Prefeitura. Entre os produtos comercializados estão frutas, verduras, legumes, flores, ferramentas, garapa, tapioca e os famosos pastéis.

De acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Urbanos e Rurais, o dia e horário da feira serão em caráter de teste, pelo período de três meses.

Assim como realizado em outros pontos da cidade, a Prefeitura disponibiliza toda estrutura necessária para a realização das feiras, respeitando o decreto de lei nº 3.884 de 26 de agosto de 1993, que exige a colocação de banheiros químicos no local; padronização das barracas bem como seus espaços; a utilização por parte dos feirantes de crachás, vestimentas e calçados adequados para a manipulação de alimentos; segurança permanente com agentes de trânsito, por meio da Guarda Municipal.

Além disso, será exigido também o cumprimento do horário estabelecido para a montagem das barracas, a presença de agentes da Vigilância Sanitária e do Departamento de Meio Ambiente.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*