Sem o Fies (Financiamento Estudantil), do Governo Federal, alunos de universidades particulares do país estão desistindo dos cursos ou “apertando” o orçamento para pagar as mensalidades. Na edição de 2015, muitos estudantes não conseguiram se inscrever e o governo ainda não definiu se há verbas para abrir uma nova etapa do Fies. Para os que já tinham o contrato, o prazo de renovação termina nesta sexta-feira, dia 29 de maio.

No início deste mês, o Ministério da Educação (MEC) confirmou que as verbas para novos contratos do Fies se esgotaram com os 252 mil estudantes que conseguiram se inscrever. O governo ainda não confirmou uma nova etapa do programa no segundo semestre.

Sentindo-se prejudicada com essa situação, a ararense Thauana Gonçalves, de 18 anos de idade, teve que adiar o sonho de ser jornalista, pelo fato de também não ter conseguido o auxílio. Sem condições de arcar com as mensalidades do curso e viagens até Limeira/SP, cidade onde estudava, a jovem não viu outra opção a não ser deixar a faculdade. “Sinto-me muito triste por isso. Um sonho que fui obrigada adiar”, comentou.

Em nota, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse que tem a expectativa de que a resposta sobre uma possível reabertura de inscrições para novos contratos do Fies, no segundo semestre, seja dada nos próximos dias. Entretanto, ele afirma ser positiva a sinalização feita pela presidente Dilma Rousseff (PT – Partido dos Trabalhadores) na última terça-feira, dia 19, durante encontro com representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE). Na reunião, segundo a presidente da UNE, Vic Barros, Dilma repetiu a intenção já manifestada pelo ministro de estudar a abertura de novos contratos.

Para o ministro, o programa é alvo de atenção particular. “A sinalização da presidente é muito importante, existem cálculos no Orçamento que têm que ser feitos, ainda mais neste momento em que é iminente a liberação de como vai ficar o Orçamento, então, dentro disso, vamos dedicar particular atenção ao Fies”, ressaltou.

Na semana passada, Janine Ribeiro afirmou que foram feitas negociações com o Ministério da Fazenda e com a Presidência para o lançamento de uma possível segunda edição do Fies no próximo semestre desse ano. (Com informações do portal G1).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*