O motorista, que fugiu do local do acidente, assumiu ter bebido momentos antes do atropelamento
O motorista, que fugiu do local do acidente, assumiu ter bebido momentos antes do atropelamento

Um garoto de 16 anos morreu e um jovem, de 27 anos, ficou ferido após serem atropelados por um veículo na Rodovia Constante Peruchi (SP-316) na madrugada do último domingo. O trecho em que aconteceu a tragédia liga Cordeirópolis/SP a Rio Claro/SP, ambas cidades vizinhas de Araras.

O motorista do carro não parou para prestar socorro e não pode ser identificado no momento do acidente. A corporação, entretanto, o localizou por meio do circuito de monitoramento da cidade. As informações são do portal g1.globo.com.

De acordo com a Guarda Municipal, o adolescente morreu no local do acidente, próximo à rotatória do Centro de Cordeirópolis, e o homem foi encaminhado para unidade de saúde local e depois transferido para Santa Casa de Limeira/SP, com ferimentos pelo corpo.

As vítimas seguiam pelo acostamento da via, que está em obras. Uma bicicleta foi encontrada no local do acidente, mas segundo a Guarda, ainda não é possível afirmar se os rapazes estavam sobre o veículo ou apenas a empurravam.

O caso foi registrado como homicídio culposo, lesão corporal culposa na direção de veículo e fuga do local do acidente. O motorista foi liberado, mas o carro foi apreendido para averiguações da perícia.

Ele fez exame de sangue para constatar a presença de álcool no organismo e, segundo a Guarda, assumiu que havia consumido duas latas de cerveja na cidade de Santa Gertrudes/SP. O resultado até então não havia sido informado.

Buscas
No local do acidente, ficaram parabrisa e parachoque do veículo de cor prata que permitiram a identificação do motorista posteriormente. Nas buscas, auxiliadas pelo circuito de monitoramento por câmeras da cidade, a Guarda confrontou as características das peças com as de um automóvel que apresentava avarias.

“Vimos que um homem parou uma Saveiro Prata para averiguar possíveis danos no veículo a cerca de quatro quilômetros do ponto onde ocorreu o atropelamento”, disse o agente da Guarda Municipal de Cordeirópolis, responsável pelo Centro de Monitoramento, Leonardo Maximilano. O mesmo carro foi encontrado na garagem de uma residência.

O motorista do carro disse à corporação que não sabia, ao certo, o que tinha acontecido. “Ele nos contou que, como a via está em obras, pensou ter atingido algum cavalete ou placa de sinalização, e não imagina que fossem duas pessoas. Por isso, não parou”, relatou o Guarda ao G1.

Velório
O corpo do adolescente foi sepultado na tarde de domingo no Cemitério Municipal de Cordeirópolis.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*