Enem - Abertura dos portoões do segundo doa de provas do Enem 2018, no UniCeub. Brasilia, 11-11-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder360

Você já ouviu falar em geração nem-nem?

São os jovens que nem estudam e nem trabalham e, segundo os dados mais recentes do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea, esse é o caso de 23% dos jovens brasileiros.

Os números mostram ainda que a maioria dos jovens nem-nem é mulher e de baixa renda.

O Brasil é um dos países com o maior percentual de jovens nessa situação entre as nações da América Latina e Caribe.

Têm índices semelhantes o México, onde 25% dos jovens não estudam nem trabalham, e El Salvador, que tem 24%.

Já o Chile é o país com menos jovens nessa situação: 14%.

A médica para a região é 21%, o equivalente a 20 milhões de pessoas que não estudam nem trabalham nos países da América Latina e Caribe.

Ainda de acordo com o Ipea, entre os jovens brasileiros que têm alguma ocupação, 49% se dedicam exclusivamente ao estudo, 13% só trabalham e 15 em cada 100 trabalham e estudam ao mesmo tempo.

Mais Notícia

COMPARTILHAR