greve
Grevistas pedem reajuste salarial de 16% e, incluindo reposição da inflação, e mais 5,7% de aumento real

A greve dos bancários foi iniciada no dia 6 de outubro, após a Fenaban não apresentar, até o dia 1º de outubro, contraproposta aceita pela categoria. Os grevistas pedem reajuste salarial de 16% e, incluindo reposição da inflação, e mais 5,7% de aumento real, enquanto a Fenaban oferece 5,5% e um abono de R$ 2.500,00.

Segundo o diretor do Sindicato dos Bancários de Araras, José Roberto Bascheira, todos os bancos instalados no município aderiram à greve. No início da greve as agências de bancos privados na cidade chegaram a atender entre as 13h e 15h. Na terça-feira, dia 13, 60% dos bancários de Araras haviam retomado às atividades, com exceção da Caixa e do Banco do Brasil.

A população deve ficar atenta, pois hoje, dia 15, é marcado o vencimento de diversas contas. A greve não livra o consumidor do pagamento. Caixa eletrônico, internet banking e correspondentes bancários, como lotéricas e supermercados, podem ser utilizados para os cidadãos realizarem o pagamento de seus débitos. Depósitos, saques e demais operações também podem ser realizados no autoatendimento.

Problemas vêm acontecendo com os caixas eletrônicos de alguns bancos, como Mercantil do Brasil, que passou o final de semana sem dinheiro, e a Caixa Econômica Federal, que teve um erro no sistema de suas máquinas ontem, dia 14, e só voltaram a funcionar ao meio-dia. Segundo José Roberto Bascheira, esses problemas não estão relacionados com a greve dos bancários.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*