Curiosos se reuniram ao redor do cordão de isolamento policial onde estava o corpo da vítima  Crédito: Lucas Neri/Opinião
Curiosos se reuniram ao redor do cordão de isolamento policial onde estava o corpo da vítima
Crédito: Lucas Neri/Opinião

 

Mais um crime de assassinato, o sétimo registrado em 2016 na cidade de Araras. A vítima é Cleyton Daniel de Oliveira Lema, que foi encontrada caída e já sem vida no meio da movimentada avenida Presidente Castelo Branco, Narciso Gomes, na noite da última sexta-feira, dia 17.

De acordo com registro no boletim de ocorrência policial, Cleyton possuía antecedentes cri

minais por homicídio e estava em liberdade há cerca de três anos. Conforme informações não oficiais, a vítima teria assassinado uma mulher com facadas no pescoço.

Ainda conforme a Polícia Civil, Cleyton não foi baleado no mesmo ponto em que seu corpo foi encontrado. “Uma testemunha que estava com a vítima e outro rapaz na viela que liga a rua Arara à avenida Presidente Juscelino Kubitscheck, disse que um homem vestindo calça jeans e blusa de moletom cinzas com capuz cobrindo a cabeça chegou a pé e sacou o revólver fazendo disparos contra Cleyton, fugindo em seguida em um carro que não conseguiu identificar a placa”, explicou uma das testemunhas aos policiais.

O corpo de Cleyton ficou caído na avenida por cerca de duas horas até a chegada dos peritos da Polícia Civil da cidade de Limeira e também da funerária que fez a remoção. Durante esse período, amigos e familiares foram se achegando no local e acabaram reconhecendo o corpo da vítima.

crime 2

A equipe de reportagem do Opinião também esteve no local do crime e acompanhou a movimentação policial e, principalmente, de curiosos que se amontoavam ao redor da faixa de isolamento policial.

A reportagem também flagrou, mesmo com baixa temperatura naquele horário da noite, dezenas de crianças levadas e incentivadas pelos próprios pais e responsáveis, a verem o corpo da vítima baleada no chão.

(Lucas Neri)

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*