investigações, em segredo de justiça, da polícia de Araras que levou à detenção de três pessoas, entre elas o chefe da quadrilha e sua mulher, ambos da zona sul de São Paulo/SP, e também um morador de Araras

Um homem de 54 anos de idade morreu no último sábado, dia 24, em uma chácara onde era funcionário e morador do local. Após tentar separar uma briga entre dois cães em que o mesmo era cuidador, um deles, da raça pitbull, mordeu sua perna direita, com o ferimento, perdeu grande quantidade de sangue e foi a óbito.

Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras
Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

A morte do homem, à princípio, foi registrada como “morte suspeita”, entretanto a Polícia Civil de Araras vai investigar o caso. De acordo com a Polícia, a vítima era a responsável pelos cuidados de seus cães e era acostumado tentar separar brigas entre os animais, inclusive já teria se ferido em outras vezes.

Conforme informações, a vítima foi encontrada pelo seu filho, após o rapaz ter ido até o local onde ficavam os cães para verificar o que estava acontecendo, já que os mesmos fizeram barulho, que aparentava ser de briga, que foi ouvido por outras pessoas na chácara.

O filho da vítima, ao chegar no local, percebeu que havia grande quantidade de sangue no chão e que os cães estavam machucados. Porém a poucos metros dali viu seu pai caído já sem vida. De acordo com informações do boletim de ocorrência, a perna direita da vítima estava com uma espécie de atadura improvisada na tentativa de estancar o sangramento.

Além de uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Municipal de Emergência), que constatou a morte da vítima, a perícia criminal da Polícia Civil também esteve do local. Conforme informações da polícia, no corpo da vítima não haviam mais ferimentos, o que a princípio descarta a probabilidade de ataque dos cães. Ainda segundo o B.O, a causa da morte pode realmente ter sida apenas a mordida.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*