Ambos os casos foram registrados na Delegacia de Polícia de Araras

Um idoso de 62 anos de idade foi vítima de estelionato na manhã de ontem, dia 9, após ter sido “ajudado” por um não funcionário da agência do Banco Bradesco, na praça

Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras
Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

Barão de Araras. O criminoso subtraiu da vítima R$1.250,00 sem que ele percebesse.

O crime aconteceu após o idoso chegar a agencia bancária e, no setor dos caixas eletrônicos, ter dificuldades para efetuar uma transferência de conta. Segundo a vítima, como não conseguiu realizar a operação, um homem bem vestido se aproximou oferecendo ajuda.

Logo após utilizar o caixa a vítima retornou para sua residência, porém quando foi consultar em seu aparelho celular se a transação havia sido concluída ele percebeu que a quantia havia sido subtraída de sua conta. A vítima ainda conta que após a transação bancária esqueceu de tirar o extrato da conta.

Ainda segundo o registro policial, o idoso retornou ao banco, mas não localizou o homem que havia o ajudado e lá obteve informações de que ele não trabalha no local.

 


Carga de carne Friboi é roubada na Anhanguera em Araras

Um roubo de carga avaliada em R$ 84 mil aconteceu na manhã de ontem, dia 9, em Araras, na rodovia Anhanguera (SP-191). Os produtos levados pelos criminosos eram carnes da marca Friboi, nacionalmente conhecida por diversas propagandas vinculadas em veículos de comunicações.

O crime, embora tenha sido registrado em Araras teve início em Limeira/SP. O motorista vinha de São Paulo/SP com destino a Ribeirão Preto/SP e no momento em que parou em um posto na cidade de Limeira foi abordado, junto com o ajudante, por dois homens armados que obrigaram eles a retornarem para o caminhão e seguir até outro posto, esse já localizado em Araras.

No momento em que chegaram até o segundo posto, os funcionários da empresa desceram do caminhão e foram obrigados a passar a carga para outro caminhão frigorífico que estava esperando, inclusive com um terceiro suspeito.

Logo após a troca da carga entre os caminhões, as vítimas foram novamente obrigadas a retornarem para o caminhão, já vazio, e seguir pela rodovia até entrarem na estrada que leva até a Usina São João. Alguns quilômetros para frente os criminosos fugiram e mandaram o caminhoneiro e seu ajudante seguirem em frente sem olhar para trás. As vítimas conseguiram pedir ajuda apenas quando chegaram a Usina, já que seus aparelhos celulares também foram roubados pelos criminosos. Até o momento ninguém foi preso.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*