O autor do crime foi preso na tarde de ontem (6) e transferido para a Penitenciária

 

Criminoso era casado com a avó biológica da vítima na época do crime e foi condenado a 26 anos de prisão

 

Quatro anos após uma garotinha de apenas três anos de idade ser abusada sexualmente, a Justiça veio à tona.  O homem de 66 anos, condenado pelo crime, foi preso pela Polícia Civil de Araras após o cumprimento do mandado de prisão na tarde de ontem (6).

O crime aconteceu em 2014, e o homem que era “avodrastro” da criança na época, abusou da vítima quando a mãe da criança a deixou sob os cuidados da avó e do autor, no bairro Alto da Colina, para ir ao mercado.

Conforme consta no inquérito policial, ao qual o Opinião Jornal teve acesso com exclusividade e com a permissão da Polícia, o homem usou do dedo lubrificado com saliva para tocar a vagina da criança enquanto a avó estava distraída preparando um bolo na cozinha. O crime teria ocorrido na sala, no momento em que autor e vítima assistiam TV.

Ainda conforme informações policiais, o crime veio à tona após a criança contar o que houve à professora, que comunicou os pais que tomaram os procedimentos legais na época. A criança ainda contou que o abuso chegou a doer.

Na época, a Polícia abriu investigação sobre o caso, que desde lá seguia, até a condenação e a expedição do mandado. O homem foi condenado a 26 anos de prisão e o local em que ele será preso não foi divulgado.

 

 

Mais informações: Grupo Opinião 

 

COMPARTILHAR