Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

ma jovem de 21 anos de idade, e grávida, foi presa na noite da última segunda-feira, dia 11, após a Polícia Militar encontrar pedras de crack, porções de maconha e evidências de que sua casa ou era usada como local para o tráfico de drogas ou para armazenamento das substâncias.

De acordo com a PM, foi recebida uma denúncia anônima de que no bairro Parque Tiradentes, zona leste da cidade, uma residência funcionaria como ponto de tráfico de drogas e que o responsável seria um casal. A polícia foi até o local, mas apenas a mulher estava lá e a mesma autorizou a entrada dos militares que fariam uma busca na casa.

Segundo a PM, foram encontrados no guarda-roupas do casal, 27 pedras de crack, três porções de maconha, instrumentos de preparo e armazenamento de droga, além de cerca de R$600 em notas

Ambos os casos foram registrados na Delegacia de Polícia de Araras
Ambos os casos foram registrados na Delegacia de Polícia de Araras

trocadas e anotações de vendas de entorpecentes.

Com as provas encontradas na casa e não aparição de seu marido, nem na residência no momento da abordagem e também na Delegacia de Polícia, a mulher foi indiciada por tráfico de drogas, embora tenha negado a autoria. A polícia ainda concluiu que a mulher é uma possível culpada, já que os objetos apreendidos foram encontrados em um local de fácil acesso.

 


 

Mulheres são assaltadas após sacarem salários

 

 Duas mulheres foram assaltadas na manhã de ontem, dia 12, no bairro Jardim Independência. Elas tiveram seus salários, que haviam acabado de sacar, levados pelos bandidos, que fugiram logo em seguida sem serem identificados.

De acordo com o registro da ocorrência, as mulheres que são colegas de trabalho haviam acabado de retornar do banco de onde haviam sacado o salário que normalmente é pago em cheque pela empresa que trabalham. Elas estavam em um carro e já nas proximidades de onde desceriam do veículo dois homens em uma moto, sendo um deles, inclusive, armado com uma pistola, surpreenderam as vítimas.

Ainda conforme relatos das mulheres, os assaltantes estavam com capacetes e roupas pretas e durante a abordagem chegaram a entrar parcialmente pelas janelas do carro subtraindo a bolsa e carteira das vítimas, onde haviam acabado de guardar seus salários, R$800 de uma e R$1,3mil de outra.

A Guarda Municipal de Araras foi chamada até o local do crime e logo em seguida saiu em busca dos suspeitos, mas até o fechamento dessa edição ninguém foi preso ou sequer identificados, já que as vítimas não conseguiram ver os rostos dos bandidos que estavam de capacete. A Polícia Civil vai investigar o caso.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*