Proposta de liberar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço a quem pede demissão é barrada no Senado

Segundo estudo do Ministério do Planejamento, se aprovada, poderá gerar um impacto de 25 bilhões de reais por ano no fundo.

Na semana passada, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (MDB-RR), foi quem conseguiu evitar que a proposta seguisse para a Câmara dos Deputados, antes de ser analisada pelos senadores.

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago disse, em entrevista do jornal O Estado de São Paulo, que só haveria possibilidade de dar aval à medida se não houvesse risco à sustentabilidade do FGTS.

E como os cálculos mostram o contrário, o Planejamento se posicionou contra à iniciativa.

Mais Notícias

COMPARTILHAR