Os terrenos foram avaliados pela Comissão Permanente de Avaliação

A Prefeitura de Araras facilitou as formas de pagamento dos 26 lotes colocados à venda na última semana, por meio de licitação na modalidade concorrência pública. Desta vez, o valor da entrada pode ser 20% do total avaliado do terreno – antes, ele era de 30%. Já o pagamento poderá ser feito em até 48 vezes – até então, o valor total poderia ser dividido em 24 parcelas.

A medida visa flexibilizar o pagamento dos terrenos atendeu à indicação do vereador Carlos José da Silva Nascimento – Zé Bedé (PT – Partido dos Trabalhadores).

Os terrenos foram avaliados pela Comissão Permanente de Avaliação
Os terrenos foram avaliados pela Comissão Permanente de Avaliação

Ao todo, são 26 terrenos colocados à venda, e não 28 como foi informado anteriormente pela Secretaria de Comunicação Social e Institucional.

Interessados em adquirir os terrenos poderão enviar as propostas até o dia 23 de setembro, às 14h, na Coordenadoria de Compras, localizada na Rua Pedro Álvares Cabral, 83, Centro.

Os vencedores deverão pagar a entrada no ato da assinatura do contrato ou o valor total – se a aquisição for paga à vista. As despesas com a escritura pública e seu respectivo registro correrão por conta, exclusivamente, do comprador, o qual se compromete a lavrá-la e registrá-la no prazo máximo de 30 dias, contados da data de expedição do Termo de Encerramento das obrigações contratuais pela Secretaria Municipal da Fazenda do Município.

 

Oportunidade de negócio

O tamanho dos terrenos varia de 250 m² a 1.999 m². Já os valores estimados giram em torno de R$ 80 mil a R$ 471 mil. Os terrenos estão localizados nos bairros:  Residencial Lagoa, Jardim Esmeralda, Terras de Santa Elisa, Pedras Preciosas, Santa Olívia II, Portal das Laranjeiras, um desmembramento do bairro Campinho, Jardim Costa Verde e Terras de Carolina.

Espera-se que, com a venda dos lotes, a Prefeitura arrecade mais de R$ 3 milhões que poderão ser investidos para ampliação do Cemitério Municipal, implantação de loteamento industrial, obras de infraestrutura e programas de desenvolvimento econômico, além de projetos nas áreas de educação e de saúde.

Os terrenos foram avaliados pela Comissão Permanente de Avaliação, que pesquisou os valores praticados no mercado imobiliário. Foram realizadas pesquisas de campo em classificados de jornais, imobiliárias, da base fiscal do ITBI e em placas de anúncio de “vende-se”. 

Os interessados deverão apresentar dois envelopes fechados, contendo no primeiro a prova de recolhimento da garantia equivalente a 5% do valor avaliado para o imóvel e, no segundo, a proposta de preço.

Os vencedores deverão pagar uma entrada no ato da assinatura do contrato, ou do valor total – se a aquisição for paga à vista. (Maria Gabriela Córnia com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*