Skaf discursando na solenidade

A nova escola do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) de Araras foi inaugurada oficialmente na manhã de ontem, dia 2. A unidade é a maior e mais moderna do Estado de São Paulo.  O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Paulo Skaf, criticou o Governo Federal.

Skaf discursando na solenidade
Skaf discursando na solenidade

De acordo com o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, a indústria paulista prioriza o ser humano e por isso constrói tantas escolas e preza pela qualidade. “Já temos alunos e as coisas estão funcionando, não inauguramos placas e, sim, escola de qualidade”, ressaltou.

Skaf criticou ainda a proposta apresentada pelo Governo Federal, que quer apropriar-se de parte das contribuições da iniciativa privada às entidades do Sistema S. “Trata-se de um verdadeiro confisco, que não podemos aceitar. (…) Esses Governos que não cuidam de suas contas, que gasta de forma irresponsável, que desperdiçam, não tem gestão, não combatem com o rigor necessário a corrupção e que não há dinheiro que chegue, a arrecadação de impostos esse ano no Brasil será de R$ 2 trilhões e eles tem a cara de pau de querer mais impostos e falar para o Sesi e Senai direcionarem seus investimentos, deixar de investir em escola e alunos, professores, no conhecimento, no futuro do Brasil para cobrir o orçamento público e ver o que poderíamos fazer no lugar deles”, afirmou.

O primeiro a discursar durante a inauguração, Walter Vicioni Gonçalves, diretor regional do Senai-SP e superintendente do Sesi-SP já havia criticado veementemente a proposta. “É um confisco (…) Num momento crítico como o que o Brasil vive, temos que gerar inovação e o Senai tem essa missão por excelência”, disse.

O patrono da escola Ivan Fábio Zurita com o presidente da Fiesp, Skaf, foi recebido pelo diretor do Grupo Opinião, ValentinViola, para entrevista ao vivo no programa Opinião do meio Dia
O patrono da escola Ivan Fábio Zurita com o presidente da Fiesp, Skaf, foi recebido pelo diretor do Grupo Opinião, ValentinViola, para entrevista ao vivo no programa Opinião do meio Dia

Já o prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores) lembrou o trabalho de articulação para que o terreno onde a escola foi construída fosse doado ao Senai. Dirigindo-se ao presidente da Fiesp Brambilla recordou. “O senhor me disse – me dê um terreno de 20 mil metros quadrados e eu farei uma escola de 20 milhões de reais. Depois, o senhor falou: me dê um terreno de 30 mil metros quadrados e eu farei uma escola de 30 milhões de reais. E hoje nós conversamos, com um terreno de 34 mil metros que a Prefeitura doou, o senhor fez uma escola de 48 milhões de reais. Palavra dita, palavra cumprida pelo senhor, pela Fiesp e Senai. Nós só temos a agradecer”, afirmou o prefeito.

Patrono da unidade, o empresário Ivan Fábio Zurita também elogiou a estrutura e a alta tecnologia instalada na escola, além de ressaltar a grave crise financeira que o país passa. “O Senai é uma referência em formação profissional para a indústria brasileira”, declarou.

Construído numa área de mais de 34 mil m² doada pela Prefeitura de Araras, o novo Senai tem 13 mil m² de área construída, com 18 oficinas e 11 laboratórios totalmente equipados com o que há de mais moderno para formar profissionais de excelência para a indústria nos segmentos de, Automação, Eletroeletrônica, Logística, Metalmecânica, Metalurgia, Plástico, Tecnologia da Informação, Refrigeração, Caldeiraria e Alimentos.

Serão oferecidos cursos para jovens que buscam qualificação para o primeiro emprego e adultos interessados em obter qualificação básica, especialização técnica e atualização tecnológica, superando 65 títulos, sendo quatro cursos na vertente Aprendizagem Industrial (Mecânico de Manutenção, Mecânico de Usinagem, Eletricista de Manutenção e Assistente Administrativo – Meu Novo Mundo) e um curso técnico (Eletromecânica).

A unidade também foi projetada para oferecer assistência técnica e tecnológica para as indústrias da região por meio de consultorias e prestação de serviços em seus laboratórios. Além de Araras, a escola atenderá os municípios de Leme, Conchal, Pirassununga e Santa Cruz da Conceição.

 

 

Campanha “Não Vou Pagar o Pato” é lançada em Araras para o interior

 

Ainda ontem, dia 2, Paulo Skaf, lançou em Araras a campanha “Não Vou Pagar o Pato”, contra a criação e aumento de impostos propostos pelo governo federal. Depois de São Paulo e Brasília, essa é a primeira cidade do interior do estado de São Paulo a receber o símbolo da campanha.

Com cinco metros de altura, o Pato foi montado, na Praça Barão de Araras, no centro da cidade. Promotores colheram assinaturas da população que também discorda do aumento de impostos.  A meta é atingir mais de um milhão de assinaturas, que serão encaminhadas ao Congresso.

A campanha é uma iniciativa da Frente Nacional contra o Aumento de Impostos, liderada por Skaf e criada em 3 de setembro, com amplo apoio demais de 160 entidades de diversos setores.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*