De cada dez famílias brasileiras, seis fecharam o ano passado endividadas.

Houve avanço de 3 pontos percentuais frente a 2016. Houve avanço em outros itens da pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

As famílias com dívidas ou contas em atraso ficaram em 25.7% em dezembro. Já o percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar os débitos ficou em 9,7%.

Enquanto isso, o tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas foi de 64,3 dias.

Para quase 77% dessas famílias, o cartão de crédito permanece como a principal forma de endividamento. Na sequência, vieram carnês e financiamento de carro.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*