Depois de 10 anos, Conselho Regional de Medicina de São Paulo consegue aprovar mais de 60% dos médicos recém-formados

Dos 2.636 novos profissionais que prestaram o exame, quase 65% acertaram mais da metade da prova. Os dados se referem ao exame do ano passado. Mas o percentual de erros básicos para avaliação de problemas de saúde frequentes também foi bastante alto.

Segundo relatório do Cremesp, quase 90% dos formados em medicina não sabem interpretar exames de mamografia e 78% erraram o diagnóstico de diabete.

O índice de reprovação na identificação de doenças parasitárias foi de 60%; outros 40% não conseguiram diagnosticar uma crise de apendicite aguda. Para a instituição, os erros são preocupantes pois refletem em situações rotineiras do atendimento de saúde.

Bráulio Luna Filho, primeiro secretário do Cremesp afirma que um médico com essas dificuldades jamais conseguiria exercer a profissão nos Estados Unidos, no Canadá e em Portugal.

Luna disse que a instituição quer oferecer um curso de reciclagem do conhecimento médico às universidades para melhor qualificar os profissionais.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*