Foi disponibilizado para a Santa Casa de Misericórdia de Araras R$ 138 mil por meio de uma emenda parlamentar do deputado federal Nelson Marquezelli (PTB – Partido Trabalhista Brasileiro). O recurso já está disponibilizado na conta da entidade para a aquisição de equipamentos para a CTI (Centro de Tratamento Intensivo).

Marquezelli 2
A emenda é de 2010 e deve ser usada aquisição de equipamentos e material permanente

A emenda é de 2010 e deve ser usada aquisição de equipamentos e material permanente, sendo dois ventiladores (pulmonar neonatal – pediátrico e adulto); dois monitores multiparametrico e dois eletrocardiógrafos portáteis de três canais.

Para que seja utilizado o recurso a Santa Casa terá uma contrapartida de R$ 12 mil. Segundo justificou no pedido, esses equipamentos visam melhorar a qualidade dos serviços do hospital, uma vez que é necessária à troca porque os mesmos estçao obsoletos e é necessária aquisição de outros, devido à quantidade atual não ser suficiente para a entidade.

Marquezelli sempre colocou seu mandato à disposição das Santas Casas, inclusive apresentou uma solução para as dívidas acumuladas pelos hospitais, que gira em torno de 17 bilhões.

Marquezelli acredita que a solução para o problema que prejudica atendimento à saúde de milhões de usuários do SUS esteja na criação de um modelo de Securitização da Saúde, semelhante ao feito para salvar os agricultores da falência em anos passados. “Meu primeiro projeto na Câmara dos Deputados foi da securitização das dívidas agrícolas. Tínhamos, há época, milhões de agricultores endividados que perderiam suas propriedades para o Banco do Brasil, e, ainda assim, não quitariam seu saldo devedor. Após a securitização, a agricultura cresceu, o endividamento reduziu para níveis impensáveis. O que sobrou é perfeitamente administrável pelo banco. É esse modelo de sucesso que pretendemos apresentar às Santas Casas”, contou o deputado ao JC Regional anteriormente.

Para o parlamentar, reduzir juros, retirar multa e parcelar por 20 anos o pagamento, são medidas fundamentais às instituições de saúde. “Dessa maneira, as unidades terão margem para cumprir com seus compromissos. É uma ideia que vai funcionar e a ajudar a todas santas casas em dificuldades”, destacou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*