Fabricantes devem aumentar o preço dos medicamentos para o consumidor

Desde o último sábado (31), o governo autorizou reajuste de até 2,84% para os remédios. A correção foi calculada com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA, que é referência para a inflação no País.

De acordo com o Ministério Saúde, o reajuste médio dos cerca de 13 mil medicamentos comercializados ficou em torno de dois vírgula 38 por cento.

A taxa de reajuste varia de acordo com o perfil de concorrência da substância.

Os cálculos foram feitos pela Câmara Técnica de Regulação de Medicamentos, órgão vinculado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Vale lembrar que este aumento de preços não incide sobre os remédios fitoterápicos e homeopáticos. As informações são do portal G1.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*