Arnaldo_Versiani
Relator contra Pedrinho e agora advogado do PT

No “Estadão” desta terça-feira, dia 28, saiu a informação dando conta de que Arnaldo Versiani, ex-ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), é atualmente advogado do PT (Partido dos Trabalhadores) na Operação Lava Jato da Polícia Federal.  O assunto poderia não interessar aos ararenses, de tanto que já se falou – e se fala do caso.

Entretanto, o nome do jurista Arnaldo Versiani soou como alguém conhecido e que teve participação ímpar no caso de cassação do registro, em 2009, dos candidatos Pedrinho Eliseu – Agnaldo Píspico. Recordando (fomos ao arquivo do Opinião), em 07/07/2009 o TSE cassou o registro dos eleitos em 2008. Em 13/07/2009, Pedrinho e Agnaldo, solicitaram liminar para continuar no cargo até julgamento do mérito.  O relator foi Versiani, que negou a liminar, com isso assumiu o cargo o atual prefeito, Nelson Dimas Brambilla (PT), então presidente da Câmara Municipal de Araras, eleito, como se sabe, com quase 8 mil votos, apoiando Pedrinho/Agnaldo embora o PT e PSDB não pudessem fazer campanha conjunta.

No pleito, em que ocorreu a reeleição de Brambilla em 2012, também concorreram Pedrinho e Agnaldo e o Ministério Público Eleitoral foi contra o registro da candidatura de ambos. O assunto foi para Brasília/DF, no TSE, e em 4 de setembro de 2012 a mais alta Corte Eleitoral do País acompanhou o voto do relator da ação, o mesmo Versiani que hoje é advogado do PT.

Ele foi nomeado pelo ex-presidente Luiz Ignácio Lula da Silva em 23/10/2008 e, depois, foi reconduzido por Dilma Rosseff em 2010, deixando o cargo em 2012.

Questionado pela reportagem do Opinião sobre o assunto, Pedrinho Eliseu afirmou que como advogado tem defendido que a nomeação de juízes e ministros nos Tribunais não mais sejam por indicações políticas do presidente da República. “Este ministro aí, que julgou a mim e ao Agnaldo, foi nomeado por Lula e depois pela Dilma e agora é advogado do PT. Por mais honesto e sério que ele seja, não me senti confortável tendo ele como relator do nosso processo. Mas tudo bem, agora já passou. É bola para frente e ficou a mim um grande aprendizado”, ressaltou.

A reportagem não encontrou Versiani para comentar o assunto no início da noite de ontem.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*