A greve deflagrada pelo Sindsepa (Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Araras) foi adiada devido à reabertura das negociações com o prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores). A paralização começaria hoje, dia 24, porém a categoria continua em estado de greve e pode iniciar a qualquer momento.

De acordo com o presidente do Sindicato, José Raul dos Santos, o prefeito se reuniu com os representantes dos trabalhadores na manhã de ontem, ocasião em que reabriu as negociações. “Avançamos em alguns pontos, mas a questão salarial ainda está parada”, explicou.

Raul ressaltou ainda que na manhã de hoje a Prefeitura apresentará uma nova proposta, porém a categoria pode parar a qualquer hora, uma vez que os prazos previstos pela legislação já foram cumpridos.

Na última assembleia quase 500 trabalhadores votaram pela greve e o Sindicato protocolou na Prefeitura a rejeição da proposta e comunicou o estado de greve. Entre outras coisas, consta na pauta do Sindicato da categoria a alteração do Estatuto dos Servidores, a troca de cesta básica por vale alimentação, tratamento igualitário para servidores do mesmo setor, e treinamentos e EPI’s (Equipamento de Proteção Individual).

 O outro lado

A Prefeitura alega que não pode repassar o solicitado pela categoria porque o País enfrenta uma crise econômica grave, com reflexos diretos na arrecadação e quedas importantes nos repasses de FPM (Fundo de Participação dos Municípios), ICMS e outros recursos.

Informou ainda a Prefeitura que de 2009 até 2015 (segundo projeção, relativa a este ano em curso), a receita corrente líquida do município teve um crescimento de 71,07%, enquanto os gastos com folha de pagamento aumentaram 76,5% no mesmo período (sem contar as novas contratações de guardas, professores, entre outros servidores, e o complemento pago mensalmente à Araprev). (MGC)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*